27% das verbas do PRR já estão contratualizadas

Mais de um quarto do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) já está contratualizado, de acordo com a estrutura de missão "Recuperar Portugal".

Até ao momento, a estrutura de missão “Recuperar Portugal” assinou contratos que equivalem a 27% das verbas do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), de acordo com o balanço feito esta sexta-feira com base nos dados atualizados a 18 de agosto. Em causa estão 4.467 milhões de euros já contratualizados num total de 16.644 milhões de euros que serão distribuídos ao abrigo do PRR.

O ponto de situação feito pela estrutura de missão mostra que 33% (3.680 milhões de euros) das verbas da componente de Resiliência, 10% (305 milhões de euros) da Transição Climática e 20% (482 milhões de euros) da Transição Digital estão contratualizadas. No total, foram assinados 17 contratos no valor de 4.467 milhões de euros, o que corresponde a 26,8% dos 16.644 milhões de euros disponibilizados pelo PRR para os próximos anos.

Além disto, há mais verbas em andamento. Há 25% das verbas de Resiliência que são contratualizações em curso, 40% no caso da Transição Climática e 21% no caso da Transição Digital. No total, há 35 contratualizações em curso. Juntando estes processos que ainda estão em curso, o PRR já está “comprometido” em 8.990,6 milhões de euros, o que corresponde a 54% das verbas totais.

Fonte: Estrutura de Missão “Recuperar Portugal”.

Há ainda 12 avisos de abertura de concurso, de acordo com o mesmo balanço feito pela estrutura de missão “Recuperar Portugal” liderada por Fernando Alfaiate.

Apesar de já haver volumes avultados de contratos, apenas 0,01% do PRR já foi de facto pago. Estas são as verbas que foram pagas na componente Transição Climática no valor de 2,3 milhões de euros, de um total de 2,5 milhões de euros que estão comprometidos. Em causa está a segunda fase do Programa de Eficiência Energética dos Edifícios a que se candidataram já 18.163 famílias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

27% das verbas do PRR já estão contratualizadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião