YouTube paga mais de 25 mil milhões de euros a criadores de conteúdo nos últimos três anos

  • Tiago Lopes
  • 23 Agosto 2021

O YouTube, a rede social mais utilizada em todo o mundo, pagou mais de 25 mil milhões de euros a criadores de conteúdo nos últimos três anos.

O YouTube ultrapassou a barreira dos 2 milhões de criadores de conteúdo na sua plataforma. Através de um post no seu blogue oficial, Neal Mohan, Chief Product Officer do YouTube, revela ainda que estes criadores receberam já muitos milhares de milhões de dólares.

Mohan começa por dizer que “milhões de criadores de conteúdo de todo o mundo usam o YouTube para encontrar uma comunidade, alcançar um público global e desenvolver um negócio.” E acrescenta que a rede social com mais utilizadores em todo o mundo pagou mais de 30 mil milhões de dólares, cerca de 25 mil milhões de euros, a criadores de conteúdo, artistas e empresas de media nos últimos três anos.

“Continua a ser um dos maiores responsáveis pelas receitas dos criadores de conteúdo no mundo. Nos últimos três anos, pagámos mais de 30 mil milhões de dólares a criadores de conteúdo, artistas e empresas de media”, escreve Neal Mohan.

No mesmo post, o Chief Product Officer dá também a conhecer que o YouTube desenvolveu novas funcionalidades com o objetivo de proteger a comunidade, incluindo um sistema de responsabilidade “que inclui a remoção de conteúdos que violam as políticas, o reforço das vozes confiáveis e a redução de conteúdo duvidoso e recompensa de criadores de conteúdo de confiança.”

O YouTube começou a partilhar receitas com criadores de conteúdo em 2007, altura em que foi criado o YouTube Partner Program (YPP), um programa de monetização onde qualquer pessoa que preencha os requisitos necessários pode inscrever-se e começar a ganhar dinheiro com os conteúdos colocados na plataforma.

“Na verdade, partilhamos mais da metade da receita gerada com os criadores. E hoje, o YPP continua a ser um dos maiores impulsionadores da economia criadora no mundo. Os criadores que fazem parte do YPP podem ganhar dinheiro e ganhar a vida com seu conteúdo no YouTube com dez recursos diferentes de monetização (e continuamos a acrescentar mais), desde a receita do anunciante até a venda de merchandise”, escreveu Mohan.

De forma a realçar o sucesso do YouTube Partner Program, Mohan diz que “só em 2019, o ecossistema criativo do YouTube apoiou o equivalente a 345.000 empregos a tempo inteiro nos EUA. Isso também significa que conteúdo de qualidade sobre tudo, desde como arranjar uma porta de uma garagem a videoclipes e conferências sobre física avançada, está disponível de forma gratuita, para públicos espalhados por todo o mundo.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

YouTube paga mais de 25 mil milhões de euros a criadores de conteúdo nos últimos três anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião