Autoeuropa retoma produção mas continuam a faltar componentes

  • Lusa
  • 6 Setembro 2021

Autoeuropa vai recorrer a um “programa de apoio à atividade económica, garantindo o pagamento das remunerações” e que será atribuído um “complemento como garantia do rendimento individual.

A fábrica de automóveis da Autoeuropa em Palmela retoma a produção esta segunda-feira, apesar das dificuldades dos fornecedores asiáticos de semicondutores, face a medidas de confinamento devido à Covid-19, disse à Lusa o coordenador da Comissão de Trabalhadores.

Segundo Fausto Dionísio, a empresa confirmou o início da atividade nas secções de carroçarias e pinturas, às 00h00, e o arranque da montagem de automóveis a partir das 7h00 desta segunda-feira”.

A retoma da atividade laboral na fábrica da Volkswagen tinha sido anunciada a semana passada por fonte oficial da empresa.

A mesma fonte adiantou que a Autoeuropa vai recorrer a um “programa de apoio à atividade económica, garantindo o pagamento das remunerações” e que será atribuído um “complemento como garantia do rendimento individual de cada colaborador da empresa”.

A Autoeuropa, com mais de 5.200 colaboradores, dos quais 98% com vínculo permanente, produziu em 2020 um total de 192.000 automóveis e 20 milhões de peças para outras fábricas do grupo alemão, que representam 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB) e 4,7% das exportações portuguesas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autoeuropa retoma produção mas continuam a faltar componentes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião