Itália quer proteger automóveis de luxo da proibição de motores de combustão

  • ECO
  • 6 Setembro 2021

Enquanto apoia o compromisso europeu de redução das emissões de gases, a Itália está em conversações com a Comissão Europeia para proteger os carros de luxo da proibição dos motores de combustão.

Tendo em vista o objetivo de atingir a neutralidade carbónica até 2050, a Comissão Europeia anunciou em julho um plano faseado para eliminar as vendas de novos automóveis com motores de combustão até 2035. Porém, Itália procura uma exceção na aplicação destas regras para os fabricantes de automóveis de luxo, como a Ferrari e a Lamborghini, revela a Bloomberg.

Enquanto o Governo italiano apoia totalmente o compromisso europeu de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa através da eliminação gradual dos motores mais poluentes, “no gigantesco mercado automóvel existe um nicho, e estão em curso discussões com a Comissão Europeia” sobre como as novas regras se aplicariam aos fabricantes de automóveis de gama alta que vendem um número muito inferior de veículos do que os principais produtores, disse o ministro italiano para a Transição Ecológica, Roberto Cingolani, numa entrevista à Bloomberg TV durante o Fórum Ambrosetti na cidade italiana de Cernobbio.

Segundo o ministro, esses automóveis precisam de uma tecnologia “muito especial” e de “baterias para a transição”. “Um passo importante é que a Itália se torne autónoma na produção de baterias de alto desempenho“, considerou, acrescentando que, nesse sentido, o país está já a lançar um programa em várias fábricas italianas para uma instalação de produção de baterias em grande escala.

A linha temporal do Executivo comunitário para a eliminação das vendas de carros com motores de combustão é particularmente desafiante para os fabricantes de automóveis de luxo, pois produzem veículos com motores potentes que emitem níveis de poluição acima da média. Esses fabricantes de automóveis têm vendas significativamente mais baixas que limitam as economias de escala que podem ser obtidas com a conversão de fábricas de produção.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Itália quer proteger automóveis de luxo da proibição de motores de combustão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião