MDS troca FlexBen por participação na Coverflex

  • ECO Seguros e Lusa
  • 7 Setembro 2021

O grupo segurador vendeu a sua tecnológica à Coverflex e fica com capital desta. Acelerar o crescimento da start up é o objetivo.

Ricardo Pinto dos Santos, CEO da MDS Portugal: “A integração da FlexBen na Coverflex, torna a empresa de base tecnológica a referência na área dos benefícios flexíveis em Portugal, ganhando dimensão e ambição internacional”

A ‘startup’ portuguesa Coverflex anunciou hoje a aquisição do total do capital da FlexBen, estabelecendo também uma “parceria estratégica” com a multinacional de consultoria em seguros MDS, que detinha a empresa adquirida que vai permitir acelerar o crescimento da ‘startup’ e aumentar a sua base de clientes em Portugal”, pode ler-se no comunicado da empresa portuguesa hoje enviado às redações.

Ricardo Pinto dos Santos, CEO da MDS Portugal, afirma: “A MDS tem uma história de inovação tecnológica e aposta em startups que se iniciou há mais de duas décadas, a qual contribuiu para a sua matriz multinacional e para a liderança no mercado de consultoria de seguros e riscos em Portugal. A parceria estratégica com a Coverflex na área dos benefícios flexíveis permite-nos colocar o nosso conhecimento ao serviço da empresa e contribuir para o seu desenvolvimento através da disponibilização de uma oferta alargada com os melhores serviços e as soluções mais avançadas para os seus clientes. Esta parceria é reforçada com a integração da FlexBen na Coverflex, que assim se torna na empresa de base tecnológica de referência na área dos benefícios flexíveis em Portugal, ganhando dimensão e ambição internacional”.

Com o acordo, a Coverflex “concretizou a aquisição da totalidade do capital da FlexBen, empresa que integrava o grupo MDS e que desenvolve soluções tecnológicas que facilitam e apoiam as empresas na definição de diferentes tipos de benefícios a entregar aos colaboradores”. No âmbito do mesmo acordo, a MDS também “assumiu uma posição no capital da Coverflex e tornou-se o seu parceiro exclusivo para a distribuição de soluções de seguros”, refere, sem adiantar os valores envolvidos na operação.

Segundo a empresa, a parceria “vai permitir à Coverflex crescer a base de clientes para 20.000 colaboradores e atingir 25 milhões de euros de GMV (valor de compensação flexível atribuído via Coverflex”. Ainda segundo esta empresa, atualmente mais de 6.000 trabalhadores de 300 empresas, incluindo a PwC, Bolt, Emma – The Sleep Company, Landing.Jobs, Rows, Paul Stricker, Velocidi e Unbabel utilizam soluções da Coverflex.

Com a integração da FlexBen, a Coverflex reforça a sua carteira com alguns dos maiores clientes de planos de compensação flexível em Portugal, mas também a sua vertente internacional, passando a contar, por exemplo, com clientes em Espanha“, pode também ler-se no comunicado.

A empresa portuguesa foi fundada em 2019 por Luís Rocha (ex-TUI Musement), Miguel Santo Amaro (ex-Uniplaces), Nuno Pinto (ex-Kide) e Rui Carvalho (ex-Unbabel). “A ‘startup’ é apoiada pelo fundo pan-europeu Breega e pelo Fundo 200M, tendo levantado, em 2021, a maior ronda pre-seed de sempre em Portugal e uma das maiores da Europa”, pode ainda ler-se no comunicado.

Já a MDS “é um grupo multinacional português que atua na área da corretagem de seguro e resseguro e consultoria de riscos, estando presente em mais de 120 países”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

MDS troca FlexBen por participação na Coverflex

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião