Autoeuropa volta a parar com confinamentos na Ásia

  • Lusa
  • 10 Setembro 2021

A falta de semicondutores vai fazer com que a Autoeuropa pare novamente a produção, entre 18 e 21 de setembro.

A Autoeuropa vai fazer nova paragem de produção, de 18 a 21 de setembro, devido à falta de semicondutores, que resulta do confinamento em diversas fábricas do continente asiático, dada a covid-19.

“Esta alteração ao calendário de produção está relacionada com a escassez de componentes devido à extensão das medidas de confinamento na Ásia, continente que concentra parte significativa da produção de semicondutores para os nossos produtos”, justifica a direção da fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela, no distrito de Setúbal, numa comunicação interna, a que a Lusa teve acesso.

“Com esta paragem, acumularemos 95 turnos cancelados e 28.860 unidades perdidas”, acrescenta a administração da Autoeuropa, adiantando que vai recorrer ao “programa de apoio à atividade económica, mantendo-se o complemento como garantia do rendimento individual de cada colaborador da empresa”.

Já em comunicado, a Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa congratula-se com o facto de, pelo menos até agora, não ter havido qualquer quebra de rendimento dos trabalhadores devido às paragens por falta de componentes. Garante ainda que tudo tem feito para que os colaboradores da fábrica da Volkswagen não sejam afetados nos seus rendimentos.

A Comissão de Trabalhadores revela também que já informou a empresa de que irá apresentar um caderno reivindicativo para 2022 e que pretende iniciar negociações no mês de outubro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autoeuropa volta a parar com confinamentos na Ásia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião