Real Vida Seguros aumenta lucros 32%, para 3,5 milhões no primeiro semestre

  • ECO Seguros
  • 28 Setembro 2021

A Patris, holding financeira que detém a seguradora, prevê continuação do "acelerado ritmo de crescimento orgânico do grupo", impulsionado pelo significativo aumento da atividade de seguros.

A Real Vida Seguros confirmou o bom arranque de 2021, encerrando o primeiro semestre com um aumento de cerca de 10% dos prémios emitidos líquidos de resseguro, com a quota de mercado de Vida-risco a superar os 3% no primeiro semestre de 2021 (1ºS). Num comunicado, o grupo Patris, holding que consolida a seguradora, refere dados da Autoridade de Supervisão (ASF) para salientar que, já em julho de 2021, “a Real Vida Seguros era a 13ª maior seguradora portuguesa, em termos de produção, subindo 5 lugares face aos dados de 2020″.

No final do primeiro semestre de 2021, a seguradora presidida por Joaquim Fernandes Branco ultrapassou os 3,5 milhões de euros de resultado líquido, a comparar com 2,7 milhões de euros registados no período homólogo de 2020, “o que traduz um crescimento de 32%”. De acordo com a informação divulgada ao mercado, os capitais próprios da seguradora aumentaram mais de 8,5 milhões de euros no semestre para 46,0 milhões de euros, “refletindo a forte variação positiva de reservas”.

A Real Vida Seguros, integrada no grupo Patris desde 2013, desenvolve cumulativamente atividade de seguro
direto, quer no ramo Vida, através da comercialização de seguros de vida, acidentes pessoais e seguros ligados a fundos de investimento, quer no ramo Não Vida, através da comercialização de seguros de saúde. Tem igualmente uma área de gestão de fundos de pensões, destinados a investidores particulares e empresas.

Também no final de junho passado e em termos consolidados, os capitais próprios consolidados do Grupo Patris Investimentos, antes e depois de interesses minoritários, “registaram um aumento muito substancial de mais de 5,5 milhões de euros (de dezembro de 2020 para junho de 2021), atingindo 36,7 milhões de euros e 35,0 milhões de euros, respetivamente,” refere o relatório da holding financeira presidida por Gonçalo Pereira Coutinho.

Até final do ano, o presidente da Patris Investimentos prevê a “continuação do acelerado ritmo de crescimento orgânico do Grupo, impulsionado pelo significativo aumento da actividade de seguros vida, acidentes pessoais e saúde,” complementado ainda por incremento de volume de negócio das outras empresas do grupo.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Real Vida Seguros aumenta lucros 32%, para 3,5 milhões no primeiro semestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião