Líderes financeiros do G20 apoiam acordo para taxa global de IRC

  • ECO
  • 13 Outubro 2021

Os ministros das finanças do G20 comprometeram-se a manter o apoio orçamental à economia, atentos à inflação. O FMI deve criar também um novo fundo para ajudar países mais vulneráveis.

Os líderes financeiros das principais economias do G20 decidiram apoiar um acordo global para a taxa mínima de IRC global. Para além disso, comprometeram-se também a manter o apoio orçamental à economia, permanecendo atentos à inflação.

“Continuaremos a sustentar a recuperação, evitando qualquer retirada prematura das medidas de apoio, ao mesmo tempo preservando a estabilidade financeira e a sustentabilidade fiscal de longo prazo e protegendo contra riscos de queda e repercussões negativas”, apontaram os líderes financeiros do G20, num comunicado citado pela Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Os ministros das finanças do G20 e os governadores dos bancos centrais sinalizaram ainda que o Fundo Monetário Internacional deve estabelecer um novo fundo para transferir cerca de 650 mil milhões de dólares das reservas monetárias do Fundo para um conjunto mais amplo de países vulneráveis.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Líderes financeiros do G20 apoiam acordo para taxa global de IRC

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião