ADSE tem mais de 92 mil novos atos no convencionado mas excluiu 21 mil

A ADSE avança que o regime convencionado foi "reforçado em mais de 130 concelhos". Há vários atos que passam a ser oferecidos pelos prestadores, mas também outros que foram desassociados.

Depois de terem entrado em vigor as novas tabelas da ADSE, a 1 de setembro, há mais de 92 mil novos atos no regime convencionado, segundo avança o subsistema de saúde dos funcionários públicos. No entanto, foram também excluídos 21 mil atos, nomeadamente em alguns dos maiores grupos de saúde.

“Entraram mais de 92 mil novos atos para o regime convencionado (ou seja, prestadores que não ofereciam estes atos e agora passam a oferecer) e foram excluídos cerca de 21 mil atos (isto é, atos que foram desassociados das convenções pelos prestadores)“, explica a ADSE, numa nota publicada na página oficial.

De recordar que quando foram conhecidas as tabelas, alguns dos principais grupos convencionados, como é o caso da Luz Saúde e da CUF, anunciaram que iam retirar alguns serviços e atos clínicos da convenção. Os grupos criaram uma tabela específica para os beneficiários do subsistema de saúde, para os atos excluídos da convenção.

No seguimento de algumas críticas dos prestadores, a ADSE tinha também sinalizado que iria rever a tabela em certas áreas, processo ainda a decorrer. “A ADSE está a trabalhar nas tabelas no que se refere aos partos, aos testes de psicologia e às cirurgias tiroidectomia, hérnia e gastrectomia parcial, comprometendo-se a comunicar oportunamente o resultado desta revisão a prestadores e beneficiários tão brevemente quanto possível”, apontam.

Neste ponto de situação, a ADSE revela ainda que o regime convencionado foi “reforçado em mais de 130 concelhos, como são os casos de Albufeira, Alcobaça, Alijó, Almada, Braga, Cascais, Coimbra, Espinho, Felgueiras, Leiria, Lisboa, Loulé, Monchique, Paredes, Penafiel, Pombal, Porto, Santarém, Vila Real e Viseu”.

Foram também feitos 300 convites a operadores privados de saúde que já tinham manifestado interesse em integrar a rede, acrescenta a nota do subsistema de saúde da Função Pública.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ADSE tem mais de 92 mil novos atos no convencionado mas excluiu 21 mil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião