Família EDP sobe mais de 1% e leva Lisboa de volta aos ganhos

O índice de referência nacional subiu quase 1%, destacando-se entre os ganhos ligeiros registados pelas congéneres europeias nesta sessão.

A bolsa de Lisboa voltou aos ganhos, depois de, na sessão passada, ter quebrado uma série de cinco sessões de valorização consecutivas. O desempenho da praça lisboeta ficou, assim, em linha com o das congéneres europeias, impulsionado pelas subidas de mais de 1% registadas pela família EDP e pela Jerónimo Martins.

O PSI-20 subiu 0,92%, para 5.670,98 pontos. Entre as 19 cotadas, a maioria fechou em “terreno” positivo, enquanto sete acabaram por registar perdas na sessão desta terça-feira.

A impulsionar o índice de referência nacional esteve a família EDP: a subsidiária EDP Renováveis avançou 2,39%, para 22,28 euros, enquanto a casa-mãe EDP ganhou 1,83%, para 4,773 euros. O grupo anunciou esta terça-feira que a EDP Brasil, liderada por João Marques da Cruz, decidiu vender uma parte do seu portfólio no país, numa operação avaliada em 210 milhões de euros.

EDP Renováveis em máximos de setembro

Nos ganhos, destaque também para a Jerónimo Martins, que somou 1,41%, para 19,025 euros, enquanto o BCP subiu 0,52%, para 15,38 cêntimos, e a Galp Energia valorizou 0,47%, para 9,914 euros. Nota ainda para as cotadas do setor da pasta e do papel, com a Navigator a registar ganhos de 0,91%, para 3,09 euros, e a Altri a somar 0,75%, para 5,34 euros.

Em sentido inverso, destaque negativo para a Nos, que perdeu 1,12%, para 3,36 euros, e para os CTT, que corrigiram 0,39%, para 5,10 euros.

Já pela Europa, o dia foi maioritariamente de ganhos, ainda que ligeiros. O pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,38%, o britânico FTSE 100 ganhou 0,26%, o alemão DAX avançou 0,33% e o espanhol IBEX valorizou 0,71%, enquanto o francês CAC-40 ficou na linha de água.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Família EDP sobe mais de 1% e leva Lisboa de volta aos ganhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião