Crise política “é da inteira responsabilidade do PCP, BE e PS”, alerta Rio

Rio diz que eventual crise politica é "da inteira responsabilidade do BE, PCP e PS". Admite que o Governo e os partidos estão a fazer um esforço para aprovar o OE, mas pode não chegar a tempo.

O Governo continua a trabalhar com o PCP e BE para chegaram a um acordo sobre a viabilização do Orçamento de Estado para 2022. Sem acordo, a proposta pode ser chumbada e o país pode estar perante umas eleições antecipadas. Perante o cenário, o líder do PSD, Rui Rio, alerta que uma eventual crise política é “da inteira responsabilidade para o bem e para o mal do BE, PCP e PS”.

“PSD, CDS, IL, ninguém destes partidos domina o que quer que seja nesta matéria. Isto é da inteira responsabilidade para o bem e para o mal do BE, PCP e PS. Estarão a fazer um esforço de entendimento, que admito que seja um esforço sério, mas que pode não conseguir ser feito neste prazo”, realça Rui Rio, em declarações aos jornalistas.

Para o líder do PSD, o país “corre o perigo de enfrentar umas eleições antecipadas”. “Podemos chegar à próxima semana e nem esperar pela votação final global e a votação não existir e termos uma crise já na próxima semana ou não. Pode até passar na generalidade e depois chumbar mais tarde na final global ou passar na especialidade com um acordo escrito que garante já a passagem para a votação final global”, diz Rui Rio.

Rio pediu ao Conselho Nacional do PSD ponderação quanto à data das eleições diretas no partido por causa do impasse no Orçamento do Estado para 2022. Questionado se o OE for chumbado, se vai voltar a propor o adiamento das eleições internas no PSD marcadas para 4 de dezembro, Rui Rio sublinha que “cada coisa ao seu tempo”. No entanto, Rui Rio que avançou com recandidatura à liderança do PSD, afirma que “o PSD fica numa situação muito difícil para disputar eleições antecipadas caso o Orçamento de Estado chumbe” e caso estejam, “ao mesmo tempo em eleições internas”.

Para o líder do PSD era melhor esperar para ver o que vai acontecer com o OE2022 e posteriormente marcar uma data.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Crise política “é da inteira responsabilidade do PCP, BE e PS”, alerta Rio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião