Goldman Sachs tem 1.000 milhões para construir armazéns em Portugal e Espanha

Banco norte-americano quer investir no setor logístico de Portugal e Espanha. Tem 1.000 milhões de euros para construir armazéns nos próximos três anos.

O Goldman Sachs quer investir 1.000 milhões de euros durante os próximos três anos para construir armazéns em Portugal e Espanha. De acordo com o Cinco Días (conteúdo em espanhol), que cita um comunicado do banco norte-americano, foi criada a marca Newdock exclusivamente para esse efeito.

O investimento será feito pela Goldman Sachs Asset Management, através do departamento de imobiliário. A nova empresa — Newdock — está a operar desde o início do ano e conta já com um portefólio de sete projetos de logística a serem desenvolvidos em Espanha, numa área bruta locável total de 500.000 metros quadrados. O investimento inicial nesta carteira ascende a 400 milhões de euros, diz o jornal espanhol.

A Newdock vai desenvolver projetos “chave na mão”, mas também pretende construir instalações para operadores com necessidades mais específicas. Quanto a Portugal, desconhecem-se ainda quaisquer projetos que possam estar em vista.

Javier Solís, da Goldman Sachs, explica que a Newdock nasceu com o objetivo de acompanhar os principais operadores nacionais e internacionais, respondendo às suas necessidades logísticas na Península Ibérica. “Acreditamos que o mercado será cada vez mais exigente em termos de padrões de qualidade, eficiência e sustentabilidade dos ativos logísticos“, disse, citado em comunicado.

Nos últimos tempos, o setor logístico está a atrair níveis de investimento recorde no país vizinho, e tudo devido ao boom do comércio eletrónico trazido pela pandemia. O mesmo acontece em Portugal, com o mercado a captar a atenção de vários investidores internacionais.

Recorde-se que a espanhola Merlin Properties apostou na Plataforma Logística Lisboa Norte, em Castanheira do Ribatejo, naquele que será “o maior parque logístico” do país. Em entrevista ao ECO, o CEO Ismael Clemente revelou que está a ser estudada a hipótese de se criar lá um centro de dados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Goldman Sachs tem 1.000 milhões para construir armazéns em Portugal e Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião