Goldman Sachs dá músculo à Constructel Visabeira para aquisições

  • ECO
  • 20 Outubro 2021

Gestora de ativos do banco norte-americano fica com participação minoritária. Dinheiro será usado para crescimento orgânico, mas também para aquisições.

A Constructel Visabeira, a subsidiária do grupo viseense especializada na engenharia de redes de telecomunicações e energia, tem um novo acionista de peso. A Goldman Sachs Asset Management, o braço de gestão de ativos do gigante norte-americano, pagou 200 milhões por uma participação minoritária na empresa.

“Os recursos provenientes do investimento serão utilizados predominantemente para acelerar o crescimento orgânico e inorgânico, através de aquisições, apoiando a estratégia de expansão da empresa“, avança a Visabeira em comunicado.

A Constructel Visabeira reclama a liderança no fornecimento de serviços nos setores das telecomunicações e energia, nomeadamente na conceção, engenharia, construção, manutenção e operação de infraestruturas de rede. A empresa está presente em Portugal, França, Reino Unido, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Itália, Espanha e Estados Unidos da América.

A Goldman Sachs tornou-se, rapidamente, no parceiro ideal para nós: o alinhamento com os nossos objetivos estratégicos, a amplitude da sua plataforma internacional e a sua experiência no setor irá permitir-nos concretizar todo o nosso potencial”, afirma Nuno Terras Marques, CEO da Constructel Visabeira e do Grupo Visabeira.

A Constructel Visabeira está na vanguarda das macrotendências da transição digital, bem como da atual modernização da infraestrutura energética e da aposta nas energias renováveis. Ficámos impressionados com a visão, capacidade de execução e inovação da equipa de gestão da Constructel e estamos muito entusiasmados por apoiar um líder do setor, sob a liderança de Nuno Terras Marques, nesta fase crítica de aceleração da sua trajetória de crescimento”, referem Michele Titi-Cappelli, José Barreto e Mihir Lal, da Goldman Sachs Asset Management, citados no comunicado.

A operação foi assessorada pela Alvarium e a Nau Securities (consultoras financeiras), a Ernst & Young (assessoria financeira e fiscal) e a Vieira de Almeida & Associados (aconselhamento jurídico) pelo lado da Constructel Visabeira. Oliver Wyman, Linklaters e Deloitte LLP apoiaram a Goldman Sachs na transação.

A operação será concluída após as aprovações regulatórias de concorrência e investimento estrangeiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Goldman Sachs dá músculo à Constructel Visabeira para aquisições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião