Nas notícias lá fora: Livro Bege, OE espanhol e Evergrande

  • ECO
  • 21 Outubro 2021

Do Livro Bege da Fed, passando pelas operações bancárias pós-Brexit e até à Evergrande, conheça as notícias que estão a marcar o dia lá fora.

Um inquérito da Reserva Federal (Fed) indica que a economia norte-americana enfrentou vários problemas no início deste mês. Na banca, o BCE pressiona as instituições a reforçarem as operações pós-Brexit e a proposta de Orçamento do Estado espanhol aumenta em 52% os benefícios fiscais paras as empresas. A marcar esta quinta-feira, destaque ainda para a aprovação dada pelo regulador dos Estados Unidos às doses de reforço de vacinas Moderna e Janssen.

The Wall Street Journal

Livro Bege revela problemas na economia com ruturas nas cadeias de abastecimento e escassez de trabalhadores

Um inquérito da Reserva Federal (Fed) indicou que a economia dos EUA enfrentou vários problemas no início deste mês, das ruturas nas cadeias de abastecimento e escassez de trabalhadores à incerteza sobre a variante delta do novo coronavirus. Mas, no seu levantamento mais recente sobre as condições económicas no país, a Fed revela que a maioria das suas 12 regiões viu a despesa de consumo, a principal força da economia, manter-se positiva. O relatório aponta disparidades setoriais, com, por exemplo, as vendas de automóveis a baixarem, devido às dificuldades na produção com a obtenção de componentes críticos, como os semicondutores, enquanto a indústria cresceu, moderada ou robustamente, conforme as regiões da Fed. “A perspetiva para a atividade económica no médio prazo, em geral, permanece positiva, mas algumas regiões apontam mais incerteza e mais otimismo cauteloso do eu nos meses anteriores”, salientou-se o Livro Bege.

Leia a notícia completa no The Wall Street Journal (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Cinco Días

Orçamento de Espanha aumenta benefícios fiscais para as empresas em 52%

A grande novidade da proposta do Orçamento do Estado para 2022 do Governo espanhol, em termos fiscais, é a criação de uma taxa mínima de 15% no imposto sobre as sociedades, que limitará a possibilidade de as empresas reduzirem a sua tributação mediante a aplicação de benefícios fiscais. Contudo, face à recuperação económica e à reativação de alguns investimentos sujeitos a incentivos, o Governo estima que, apesar desta nova limitação, as empresas espanholas irão aumentar a utilização dos benefícios fiscais em 52% face ao período homólogo, reduzindo em 5.674 milhões de euros as receitas potenciais do Estado.

Leia a notícia completa no Cinco Días (acesso livre, conteúdo em espanhol)

Financial Times

BCE pressiona bancos a impulsionarem as suas operações pós-Brexit

O Banco Central Europeu (BCE) está a pressionar os bancos a contratarem centenas de trabalhadores extra e milhares de milhões de capital extra às suas operações pós-Brexit na Europa continental. Uma das grandes surpresas do Brexit foi o facto de poucos empregos terem sido transferidos para a União Europeia, havendo apenas uma redução mínima de postos de trabalho em bancos de Londres nos últimos anos, contra as previsões que apontavam para que dezenas de milhares de empregos fossem realocados. Contudo, vários gestores de bancos, advogados e supervisores referem que o BCE está cada vez mais exigente no que toca aos credores transferirem mais recursos para a Europa.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Reuters

Evergrande regressa à Bolsa de Hong Kong com queda abrupta e consegue nova extensão

O grupo imobiliário chinês Evergrande, afetado por uma dívida de 260 mil milhões de euros, anunciou o regresso dos seus títulos à Bolsa de Hong Kong, após uma suspensão desde 4 de outubro, depois de a imobiliária ter falhado vários pagamentos. As cotações foram retomadas esta quinta-feira e o resultado foi uma queda abrupta de 13,6%. A Evergrande alertou que, apesar do regresso, pode “não estar em condições de cumprir as suas obrigações financeiras”, acrescentando que “continuará a adotar medidas para atenuar os problemas de liquidez”. O grupo luta há várias semanas para honrar o pagamento de juros e entregar apartamentos aos seus clientes. O grupo conseguiu uma extensão por três meses para o pagamento das obrigações da Jumbo Fortune, que já estão em incumprimento, um gesto raro de boa vontade depois de ter fracassado a venda da unidade de serviços por 2,6 mil milhões de dólares.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Forbes

Regulador americano aprova doses de reforço de vacinas Moderna e Janssen

A agência reguladora de medicamentos norte-americana (FDA) deu luz verde à administração de doses de reforço das vacinas da Moderna e da Johnson & Johnson (Janssen) contra a Covid-19, assim como a opção de combinar o seu uso. A aprovação da FDA surge depois de um comité científico dos Estados Unidos ter recomendado, na semana passada, doses de reforço da Moderna para certos grupos populacionais e da Johnson & Johnson para pessoas com 18 ou mais anos. Na decisão, a FDA observa que a segunda dose da Johnson & Johnson pode ser dada dois meses após a primeira em pessoas com mais de 18 anos, recomendando o reforço da Moderna seis meses depois da vacinação completa, para determinados grupos. No caso da Moderna, a agência autoriza a dose para todas as pessoas com mais de 65 anos, bem como para os maiores de 18 anos que corram o risco de sofrer complicações de saúde graves com covid-19 ou com empregos em impliquem exposição à doença.

Leia a notícia completa na Forbes (acesso livre, conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Livro Bege, OE espanhol e Evergrande

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião