Miguel Maya fecha a porta a dividendos no BCP

Miguel Maya não vai propor o pagamento de dividendos relativos a 2020 devido à incerteza que foi agora agravada pela escalada dos preços da energia.

O presidente do BCP adiantou esta quarta-feira que não vai propor o pagamento de dividendos relativos a 2020. “Neste momento ainda há muita incerteza, agora agravada pela evolução dos preços das matérias-primas”, afirmou Miguel Maya na conferência de apresentação de resultados.

Por outro lado, o tema da Polónia também condiciona a política de dividendos do banco, acrescentou o gestor. O BCP colocou de lado mais de 300 milhões de euros para os riscos legais associados aos créditos hipotecários em francos suíços concedidos pelo banco polaco antes de 2008. “Enquanto não tivermos maior visibilidade não vamos propor” o pagamento de dividendos, disse.

Assim, “neste momento, não temos nenhuma intenção de propor ao conselho de administração e depois à assembleia geral o pagamento de dividendos relativamente a 2020”, frisou Miguel Maya, lembrando que há um ano o banco antecipou-se ao regulador a congelou imediatamente os dividendos face à situação pandémica.

Entretanto, as restrições do Banco Central Europeu (BCE) foram levantadas e, enquanto alguns bancos nacionais retomaram os dividendos, como o BPI, o BCP fechou essa porta, embora Miguel Maya tenha reiterado que “os dividendos são muito importantes”.

O BCP registou lucros de 183 milhões de euros em 2020. Nos primeiros nove meses deste ano, o resultado cai 59% para 60 milhões, segundo anunciou esta quarta-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Miguel Maya fecha a porta a dividendos no BCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião