Raize ultrapassa os 54 milhões de euros investidos na economia

Desde o arranque, em 2015, a fintech já apoiou, através dos seus investimentos, mais de 150 mil empregos. Está já a preparar novos investimentos e parcerias para 2022.

A Raize continua a crescer no mercado. A plataforma de financiamento lançada em 2015, e cotada na Euronext Lisbon, investiu já um total de 54 milhões de euros na economia portuguesa em mais de 2.500 operações de financiamento, tendo ainda apoiado mais de 150.000 empregos em Portugal. Para chegar a mais empresas e investidores, a fintech está já a preparar novos investimentos e parcerias para 2022.

“A Raize já analisou mais de 25 mil empresas, o que representa cerca de 7% do universo total de empresas ativas em Portugal. Temos uma presença muito ativa no mercado e as empresas sabem que estamos disponíveis para responder e financiar com muita rapidez e agilidade”, afirma José Maria Rego, CEO da fintech, em comunicado.

Os acordos de distribuição e investimento celebrados nos últimos meses com bancos nacionais vão permitir à Raize acompanhar as necessidades de financiamento das empresas portuguesas. “Só o acordo com o Banco BEST vai dar à Raize acesso direto a uma base de mais de 84 mil investidores, que vão poder investir de forma muito prática através da Raize com boas rentabilidades e grande impacto”, continua.

A Raize celebrou ainda recentemente um novo acordo de investimento com o Banco Português de Gestão. Este é o segundo acordo de investimento da fintech com o banco, que já investe através da Raize desde 2019.

Mais de 15.000 empregos apoiados em Portugal

De acordo com dados de setembro de 2021, mais de 98% dos investidores da Raize estão com retornos positivos nos seus investimentos. Um valor que é “muito impressionante” e “reflete bem a natureza do investimento, seguro, estável e com boa rentabilidade”, sublinha José Maria Rego, admitindo, contudo que, nos primeiros meses de pandemia alguns investidores ficaram apreensivos e quiseram reduzir os seus investimentos.

“Foi um período complicado porque havia muito desconhecimento sobre o verdadeiro impacto da pandemia. Foi preciso gerir dia a dia milhares de empresas e investidores num contexto nunca antes vivido. Foi um processo muito exigente, mas correu bem e chegamos ao dia de hoje completamente recuperados e a crescer de forma acelerada face ao período pré-pandemia.”

De janeiro a junho de 2021, as receitas da fintech aumentaram 111% face ao mesmo período de 2020. O crescimento foi suportado pela evolução positiva do financiamento, assim como pela disponibilização de novos serviços a clientes e pela gradual recuperação da economia, esclarece a Raize.

Por outro lado, o impacto social da Raize também é cada vez mais visível. Nos últimos anos, por força dos financiamentos concedidos, a Raize apoiou mais de 15.000 empregos em Portugal, lê-se em comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Raize ultrapassa os 54 milhões de euros investidos na economia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião