Vista Alegre sai do vermelho ano e meio depois

A fabricante de porcelana teve um resultado positivo de 600 mil euros nos primeiros nove meses do ano, invertendo o ciclo de prejuízos registados no período da pandemia.

A Vista Alegre voltou aos lucros no terceiro trimestre, impulsionada pelo crescimento do volume de negócios e do EBITDA, invertendo um ciclo de 18 meses de resultados negativos, devido à quebra de atividade provocada pelos períodos de encerramento das lojas.

A fabricante de porcelanas e vidros teve um resultado de 600 mil euros nos primeiros nove meses do ano, o que compara com prejuízos de 2,4 milhões no mesmo período de 2020. O volume de negócios aumentou 5,6% para os 80 milhões de euros, com 80,8% a vir de fora de Portugal, sobretudo de países europeus. O EBITDA cresceu 44,1% face ao período homólogo, para 14,7 milhões.

Apesar da melhoria, a empresa com sede em Ílhavo ainda não recuperou totalmente do impacto da pandemia, mas está lá perto. Nos primeiros nove meses de 2019, o volume de negócios era de 84,2 milhões e o EBITDA de 17 milhões. Acima está já a margem EBITDA, que no terceiro trimestre se situou nos 21,7%, mais 0,4 pontos percentuais do que em setembro de 2019.

A divida líquida consolidada baixou cerca de 2,5 milhões face ao final de junho, situando-se nos 94,8 milhões. No final de 2020 era de 88,3 milhões.

A empresa detida pela Visabeira está otimista em relação à evolução da atividade nos próximos meses. “O Grupo Vista Alegre tem perspetivas positivas quanto à evolução do seu negócio, tendo em conta o nível de encomendas em carteira existentes assim com o progressivo incremento do nível de confiança das pessoas em função do crescente nível de vacinação que ajudará a retoma progressiva da normalidade.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vista Alegre sai do vermelho ano e meio depois

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião