Crédito Agrícola paga juro de 2,5% em emissão de 300 milhões

  • ECO
  • 29 Outubro 2021

Banco completa primeira emissão no mercado internacional. Títulos de dívida sénior ligados à Sustentabilidade Social vão pagar juro de 2,5% nos primeiros quatro anos.

O Grupo Crédito Agrícola completou a sua primeira emissão de dívida no mercado internacional, com a colocação de 300 milhões de euros em títulos de dívida sénior ligados à sustentabilidade social.

A emissão tem um prazo de 5 anos, com opção de reembolso antecipado no final do quarto ano e um preço de emissão de 99,906%. Durante os primeiros quatro anos, os juros serão de 2,5%. No quinto, a remuneração passa a ser equivalente à taxa Euribor a 3 meses, acrescida de uma margem de 260 pontos base. A liquidação ocorrerá no dia 5 de novembro de 2021.

A Moody’s Investor Services atribuiu um rating de “Ba2” com outlook estável a esta emissão, afirma o Crédito Agrícola em comunicado. Uma classificação que corresponde ao primeiro nível de investimento altamente especulativo (junk bonds). O roadshow foi realizado entre os dias 25 e 26 de outubro.

Segundo a instituição financeira, a operação foi participada por “mais de 50 investidores institucionais, com destaque para fundos de investimento (61%) e instituições de crédito (31%), com a seguinte repartição geográfica: Portugal (28%), Espanha (27%), Reino Unido (24%) e outros (21%)”.

A emissão permite ao Grupo Crédito Agrícola superar a meta intermédia vinculativa dos requisitos mínimos para fundos próprios e passivos elegíveis (MREL TREA) a cumprir à data de 1 de janeiro de 2022 (19,09%), com uma folga de 175 pontos base”, acrescenta.

O BBVA, Credit Agricole, JPMorgan e o Unicredit atuaram como joint bookrunners e joint lead managers. A Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados e a Clifford Chance LLP (UK) atuaram como assessores legais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Crédito Agrícola paga juro de 2,5% em emissão de 300 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião