Queda da produção industrial abranda para 5,4% em setembro

  • Lusa
  • 29 Outubro 2021

O desempenho deste indicador, pelo segundo mês consecutivo, foi "fortemente" influenciado pela produção de veículos automóveis e pela eletricidade, gás e vapor, diz o INE.

O Índice de Produção Industrial registou em setembro uma queda homóloga de 5,4%, abrandando face à descida homóloga de 9,6% em agosto, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O desempenho deste indicador, pelo segundo mês consecutivo, foi “fortemente” influenciado pela produção de veículos automóveis e pela eletricidade, gás e vapor, explica o instituto, na publicação divulgada esta sexta-feira.

Excluindo o agrupamento de energia, a redução do índice foi de 2,5%, quando em agosto foi de 7,2%,

Todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram variações homólogas negativas, exceto o de bens intermédios, apresentando o agrupamento de energia o contributo mais influente para a variação do índice total originado por uma diminuição de 16,9%, mas abaixo da queda de 19,6% no mês anterior.

Os agrupamentos de bens de investimento e de bens de consumo registaram descidas homólogas de 13,9% e 4,5%, abaixo das quedas de 24,8% e 4,5% em agosto, sendo por isso o único contributo positivo o do agrupamento de bens intermédios, que passou de uma descida de 1,6%, em agosto, para uma aumento de 5% em setembro.

Os dados do instituto mostram ainda que taxa de variação das indústrias transformadoras caiu 3,4% em setembro, menos do que a queda de 7,7% em agosto.

A variação mensal do índice agregado no mês passado foi 1,6%, menos do que a de 1,9% em agosto.

Em todo o terceiro trimestre, o índice agregado diminuiu 4,9%, face ao período homólogo anterior, contra uma subida de 24,3% no trimestre anterior, taxa que o INE ressalva ser influenciada por comparar com um período de 2020 fortemente afetado pela pandemia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Queda da produção industrial abranda para 5,4% em setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião