PCP diz que data das eleições é “incompreensivelmente tardia”

  • Lusa
  • 4 Novembro 2021

Depois de o PR ter convocado eleições para 30 de janeiro, o PCP veio dizer que a data é “incompreensivelmente tardia” e dá a sensação de estar condicionada por “candidaturas a lideranças partidárias".

PCP considerou esta quinta-feira que a data de 30 de janeiro escolhida pelo Presidente da República para as eleições legislativas antecipadas é “incompreensivelmente tardia” e dá a sensação de estar condicionada por “candidaturas a lideranças partidárias”.

É uma data incompreensivelmente tardia e que entra em contradição com a própria declaração do Presidente da República de que devia haver uma clarificação da situação do país o mais rapidamente possível”, disse o deputado comunista António Filipe, em declarações nos Passos Perdidos da Assembleia da República, depois de anunciada a data das eleições.

O membro do Comité Central do PCP acrescentou que a escolha de Marcelo Rebelo de Sousa dá a sensação de que foi escolhida “em nome de conveniências” de “candidaturas a lideranças partidárias”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PCP diz que data das eleições é “incompreensivelmente tardia”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião