CTT sob pressão com ações a afundarem mais de 9% depois de apresentar contas

Lucros dos Correios subiram até setembro, mas o desempenho no terceiro trimestre não foi tão risonho. Ações afundam mais de 9% na bolsa de Lisboa.

Os CTT estão sob intensa pressão na bolsa de Lisboa, estando a cair mais de 9% depois de ter apresentado resultados esta quinta-feira. O lucro nos primeiros nove meses do ano subiu, mas o desempenho no terceiro trimestre não foi tão risonho.

Pelo meio-dia, as ações dos CTT estavam a cair 9,32% para 4,38 euros, sendo de longe o pior registo no arranque da sessão lisboeta na sessão desta sexta-feira. É a primeira reação do título depois de a empresa liderada por João Bento ter anunciado um resultado líquido de 26,3 milhões de euros até setembro, seis vezes mais do que os 4,3 milhões conseguidos em igual período de 2020. Ainda assim, o terceiro trimestre não foi tão positivo, com o EBIT recorrente a cair 19,6% para 11 milhões devido ao aumento de 19,1% nos custos operacionais.

Uma nota divulgada esta sexta-feira pelo BPI/CaixaBank dá conta de outra notícia “potencialmente negativa” para os CTT: a Cainiao Network, a empresa de logística da Alibaba, anunciou o lançamento de centros de distribuição em Espanha, França, Alemanha e Itália. “É potencialmente negativa pois acreditamos que a AliExpress deverá ser um dos principais clientes dos CTT em Espanha e o aumento da sua capacidade de entregas poderá reduzir a penetração dos CTT” naquele mercado, dizem os analistas.

Também a EDP está em baixa, depois de ter apresentado um lucro recorrente de 510 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que representa uma queda de 2% face ao mesmo período do ano passado. As ações da elétrica liderada por Miguel Stilwell d’Andrade cedem 1,37% para 4,767 euros.

São 12 cotadas que estão a pressionar a bolsa nos primeiros minutos. O PSI-20, o principal índice nacional, cai 0,95% 5.648,630 pontos.

CTT afundam na bolsa

Entre os pesos pesados, além da EDP, também a EDP Renováveis está em baixa de 1,94% para 22,240 euros e o BCP cai 1,32% para 0,1568 euros. A Galp cede 0,49%, num dia que não está a ser positivo para o setor energético: a GreenVolt também está no vermelho com um recuo de 0,86%.

Apenas três cotadas escapam às perdas, com a Semapa a avançar 0,65% para 12,34 euros, depois de a holding que detém a Navigator ter reportado uma subida de quase 70% do lucro para 122,2 milhões de euros até setembro.

Lá por fora, também as principais praças europeias estão em queda, mas as perdas em Lisboa são mais significativas: de Madrid a Frankfurt, as quedas não superam os 0,20%. O Stoxx 600 recua 0,13%.

(Notícia atualizada às 12h00)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT sob pressão com ações a afundarem mais de 9% depois de apresentar contas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião