Patrões consideram “fundamental” encontrar “soluções de governação” que garantam estabilidade

Os patrões avisam que "um quadro de indefinição política que se arraste ao longo" terá consequências tanto do ponto de vista económico como do ponto de vista social.

Os próximos tempos “serão complexos do ponto de vista da recuperação económica“. A previsão é do Conselho Nacional das Confederações Patronais (CNCP), que defende, por isso, que “é fundamental” que venham a ser encontradas soluções de governação que garantam a “adequada estabilidade política“.

“É fundamental, no entender do CNCP, que, com a celeridade possível no atual momento político, venham a ser encontradas soluções de governação que garantam uma adequada estabilidade política, e com isso a definição de um conjunto de políticas públicas que contribuam para o reforço da competitividade das empresas e o crescimento da economia, indispensável para assegurar a melhoria das condições de vida dos portugueses”, sublinha o Conselho, que reúne a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), a Confederação Empresarial de Portugal (CIP), a Confederação do Turismo de Portugal (CTP) e a Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI).

Este comunicado é divulgado um dia depois de o Chefe de Estado ter anunciado, formalmente, a dissolução da Assembleia da República e a antecipação das eleições legislativas para 30 de janeiro, na sequência da reprovação, no Parlamento, da proposta de Orçamento do Estado para 2022.

Os patrões salientam, na mesma nota, que é importante que “os próximos meses não sejam desperdiçados no que se refere à concretização de algumas medidas essenciais“, nomeadamente o pacote de fundos europeus: o “eficaz aproveitamento das verbas disponíveis do PT 2020”, a “concretização da execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)” e o não agravamento dos “atrasos que já se verificam na preparação do PT 2030”.

“Um quadro de indefinição política que se arraste ao longo de 2022, impedindo a aprovação de um novo Orçamento do Estado e um efetivo programa de reformas estruturais, terá consequências difíceis de prever do ponto de vista económico e social, cenário que deve ser evitado a todo o custo”, remata o CNCP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Patrões consideram “fundamental” encontrar “soluções de governação” que garantam estabilidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião