Ortopedista do Porto investe 50 milhões para abrir rede ibérica de clínicas

Em parceria com a Growth Partners Capital e a Unilabs, João Espregueira-Mendes vai abrir três clínicas e oito unidades móveis em Portugal, além de arrancar a rede em Espanha, chegando às mil pessoas.

A Clínica Espregueira-Mendes, que detém uma unidade de saúde no Estádio do Dragão acreditada pela FIFA, vai avançar com um investimento que ultrapassa os 50 milhões de euros, em parceria com a Growth Partners Capital e com o Grupo Unilabs, para construir uma rede ibérica dedicada à prestação de cuidados especializados no sistema locomotor.

Em declarações ao ECO, João Espregueira-Mendes adiantou que a expansão do negócio arranca já em 2022, com a inauguração de uma clínica no centro de Lisboa. No ano seguinte abre também na região Centro (Figueira da Foz ou Leiria) e no Algarve, estando já identificados nesses locais os “profissionais de enorme prestígio na área do sistema locomotor” que vai recrutar para a nova estrutura.

“Esta será a primeira rede de clínicas do sistema locomotor na Europa. É o mundo da superespecialização. Temos um especialista a trabalhar connosco, que é o Niek van Dijk, de Amesterdão, que é o melhor cirurgião de tornozelo do mundo – já operou o Cristiano Ronaldo, o João Félix ou o Pepe. Dedica-se a trabalhar uma área anatómica que tem sete centímetros de largura por cinco centímetros de altura. É a única coisa que ele faz”, destacou o presidente do conselho de administração e diretor clínico.

Além destas quatro clínicas, a empresa nortenha vai ter unidades móveis para dar cobertura em 40 cidades nacionais e “disponibilizar no Interior o que existe nos grandes centros urbanos”. Estes autocarros transformados e equipados com salas de consulta e gabinete para tratamentos diferenciados em medicina regenerativa circulam com um clínico de Medicina Geral e Familiar, uma enfermeira e um administrativo, com ligação remota a um especialista.

A Clínica Espregueira – FIFA Medical Centre Excellence já tem a funcionar uma unidade móvel que presta serviços nas cidades de Aveiro, Águeda, Amarante, Chaves, Oliveira de Azeméis, Ponte de Lima, Viana do Castelo e Vila Real. A segunda vai para a estrada em fevereiro de 2022, prevendo disponibilizar duas por ano, até chegar ao total de oito em 2025, com mais de 30 pessoas a bordo.

Queremos consolidar a operação em Portugal [antes de avançar para Espanha]. Se nos expandíssemos para um universo tão grande de uma só vez, iria ser muito difícil manter a qualidade.

João Espregueira-Mendes

Diretor da Clínica Espregueira - FIFA Medical Centre of Excellence

Metade dos 50 milhões de euros será aplicada em Portugal, onde conta chegar aos 600 colaboradores. O restante será gasto na internacionalização da marca. Em Espanha, só a partir de 2024. “Queremos antes consolidar a operação em Portugal. Neste momento somos 180 pessoas e implica aumentar as equipas, formá-las. Não queremos, de todo, diminuir a qualidade. Se nos expandíssemos para um universo tão grande de uma só vez, iria ser muito difícil manter a qualidade”, justificou.

Para já, está a “fazer vários contactos para arranjar parceiros na área do sistema locomotor que sejam nomes fortes” no país vizinho, onde perspetiva vir a contratar cerca de 400 pessoas. Porém, a ideia é cobrir o território espanhol na mesma lógica: ter clínicas distribuídas pelo continente – “as localizações não estão fechadas, mas teremos necessariamente de estar em Barcelona, Madrid, Valência, Sevilha e Gijón” – e depois unidades móveis para cobrir áreas mais periféricas.

Comprou à Sonae e vendeu a fundo ibérico

A Clínica Espregueira-Mendes foi fundada em 1986 com foco na ortopedia, traumatologia e medicina desportiva. Filho e neto de ortopedistas, João assumiu a direção clínica logo em 1989, após a morte do pai, mantendo-se à frente do negócio que teve instalações na Rua de Camões e depois na Avenida da Boavista, até passar para o Estádio do Dragão em 2006. Faturou à volta de sete milhões de euros no ano passado e, por via da expansão, conta subir para os 50 milhões em 2025.

Quanto à estrutura acionista, João Espregueira-Mendes relata que há sete anos a sua holding comprou a participação de 50% que era detida pela Sonae. Em 2020, já tendo em vista este projeto de expansão das operações, decidiu abrir o capital para a entrada da Growth Partners Capital (GPC), uma sociedade de investimentos de capital espanhol e português, com escritórios em Madrid e Cascais, que gere vários fundos de private equity.

A Growth Partners Capital é a nossa parceira financeira. Garante todo o financiamento para este projeto de expansão.

João Espregueira-Mendes

Diretor da Clínica Espregueira - FIFA Medical Centre of Excellence

E se a GPC “garante todo o financiamento para este projeto de expansão”, o grupo Unilabs entra como parceiro de imagem e de análises, que são “cada vez mais importantes”. “Hoje é preciso um radiologista por cada pequena área anatómica de especialidade: um só dedicado ao joelho, outro só ao ombro, etc. A Unilabs tem mais de 300 radiologistas, o que permite que consigamos fazer exames em todo o país e em Espanha, com uma qualidade que, de outra forma, não conseguíamos ter”, contextualizou.

João Espregueira-Mendes indicou que a criação desta rede de clínicas avança neste momento para “dar resposta aos cada vez mais numerosos e incapacitantes problemas articulares, com enfoque nas lesões de desgaste articular – é já hoje no mundo a maior despesa de saúde por entidade, tendo ultrapassado os cancros e os enfartes –, na medicina regenerativa e também na medicina desportiva e em toda a panóplia de tratamentos à volta do desporto”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ortopedista do Porto investe 50 milhões para abrir rede ibérica de clínicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião