Passes Navegante mantêm preço em 2022, restantes sobem 0,57%

Os passes Navegante Municipal e Navegante Metropolitano na Grande Lisboa vão continuar a custar 30 e 40 euros em 2022, respetivamente. Demais títulos de transporte aumentarão 0,57%.

Passes mensais mais usados na Grande Lisboa mantêm preços em 2022Hugo Amaral/ECO

Os passes mensais dos transportes públicos na Grande Lisboa vão continuar a custar o mesmo em 2022, anunciou a Transportes Metropolitanos de Lisboa. Em causa estão os serviços Navegante Municipal e Navegante Metropolitano, que manterão o preço mensal de 30 e 40 euros, respetivamente. Já os restantes títulos de transporte vão encarecer 0,57%.

A decisão da empresa que gere o sistema de bilhética na Área Metropolitana de Lisboa (AML) “integra-se na estratégia de promoção e incentivo à utilização dos transportes coletivos”, explica a empresa num comunicado. “Não haverá aumentos sobre os passes Navegante lançados em 2019”, assegura.

Esta manutenção dos preços dos passes mensais acontece mesmo num contexto em que a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes decretou uma taxa de atualização tarifária de 0,57%, recorda a empresa. Ou seja, num cenário normal, o Navegante Municipal passaria a custar 30,17 euros, enquanto o Navegante Metropolitano aumentaria para 40,23.

“A decisão foi tomada pela AML após auscultação dos municípios com serviços próprios e em articulação com as demais autoridades de transporte da região, tendo ficado estipulado que os preços de venda ao público dos passes Navegante se mantêm iguais no ano de 2022”, avança a empresa.

O Navegante Municipal é um passe que permite, no mês do calendário a que se refere, circular em todos os transportes públicos de um determinado município de entre os 18 da AML. Já o Navegante Metropolitano permite circular em todos os transportes públicos da Grande Lisboa.

Restantes bilhetes aumentam 0,57%

Menos sorte terão os utentes que adquiram outros títulos de transporte dos operadores e serviços sob a chancela da Transportes Metropolitanos de Lisboa. A estes bilhetes, “pode ser aplicada a taxa de atualização tarifária de 0,57%”, informa a empresa.

“Este valor é aplicável, nos limites legalmente definidos, nas tarifas dos títulos de transporte ocasional (bilhetes simples, de bordo, pré-comprados e unidades intermodais de transporte pré-pagas), monomodal (tipo passe ou assinatura) e combinado”, explica.

Em 29 de outubro, a AMT anunciou que a taxa de atualização tarifária para 2022 é de 0,57%. Segundo o regulador do setor dos transportes, esta taxa “tem como valor máximo a taxa de variação média do Índice de Preços no Consumidor, exceto habitação, nos 12 meses que decorem entre outubro de 2020 e setembro de 2021, ou zero, quando esta taxa for negativa”. Ou seja, a atualização é feita para que os preços dos transportes acompanhe o aumento da inflação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Passes Navegante mantêm preço em 2022, restantes sobem 0,57%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião