Mais de metade dos militantes do PSD têm quotas em dia para votar nas diretas

Cerca de 45.500 militantes do PSD estão habilitados a votar nas eleições diretas de 27 de novembro, tendo as quotas em dia.

Mais de metade dos militantes ativos do PSD têm as quotas pagas em novembro, permitindo a participação nas eleições diretas de dia 27, que vão escolher o próximo líder social-democrata. São assim cerca de 45.500 os social-democratas que vão preencher o boletim de voto onde vão figurar Rui Rio, Paulo Rangel e Nuno Miguel Henriques, que está a recolher assinaturas.

Ficam de fora aproximadamente 39 mil militantes, de acordo com os dados disponíveis na página do PSD, que mostra a informação atualizada ao segundo de pagamento de quotas. A data limite para regularizar o pagamento das quotas para participar no ato eleitoral era esta quarta-feira, e os militantes que o fizeram (53,8% dos militantes ativos) estão dentro das previsões.

“Este nível de pagamento de quotas corresponde a todas as previsões, apontámos entre 45 mil a 50 mil”, tinha sinalizado José Silvano, responsável pela coordenação do processo eleitoral interno, em declarações ao Diário de Notícias (acesso condicionado). Nas últimas diretas, em 2020, tinham a quota em dia para votar cerca de 40.600 militantes.

A distrital do Porto é a que conta com mais militantes habilitados a votar: 7.859 social-democratas, o que corresponde a 17,2% do total. Seguem-se Braga (13,8%) e Lisboa, com a Área Metropolitana de Lisboa (5.952 militantes) a representar 13,08% do total e a Área Oeste 0,82%, segundo os dados do site do PSD.

O atual líder do PSD, Rui Rio, chegou a defender que todos os militantes ativos do partido (ou seja, que pagaram pelo menos uma quota nos últimos dois anos) pudessem votar nas diretas, mesmo sem as quotas pagas, devido à antecipação do calendário. No entanto, não chegou a acordo com Paulo Rangel sobre esta matéria.

As candidaturas e propostas de estratégia têm de ser publicadas até dia 23 de novembro, e as eleições diretas realizam-se a 27. A acontecer uma eventual segunda volta, esta será no dia 1 de dezembro. Já as listas de deputados terão de ser escolhidas antes do congresso, que tem lugar entre 17 e 19 de dezembro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais de metade dos militantes do PSD têm quotas em dia para votar nas diretas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião