Sporting SAD lança empréstimo obrigacionista de 30 milhões de euros

A SAD do Sporting avança com nova emissão de obrigações com maturidade até 2024, com um valor global até 30 milhões de euros e uma taxa de juro fixa bruta de 5,25%. Subscrição termina a 6 de dezembro.

A Sporting SAD, liderada por Frederico Varandas, vai lançar um empréstimo obrigacionista junto do retalho no valor de 30 milhões de euros, com uma taxa de juro fixa bruta de 5,25% ao ano.

A oferta é destinada ao público em geral e vai decorrer entre as 8h30 de 22 de novembro e as 15h00 do dia 6 de dezembro de 2021. A emissão inicial é de seis milhões de obrigações, ao valor nominal de cinco euros, mas o valor pode ser aumentado pela SAD leonina até 30 de novembro.

A data de liquidação física e financeira da oferta relativa às Obrigações Sporting SAD 2021-2024 é o dia 10 de dezembro. As datas de pagamentos de juros são a 10 de junho e a 10 de dezembro de cada ano, com exceção da última, relativa ao reembolso, que será feito a 25 de novembro de 2024.

As ordens de subscrição transmitidas e devidamente validadas serão “satisfeitas de acordo com os critérios de rateio aplicáveis caso a procura no âmbito da Oferta exceda as Obrigações Sporting SAD 2021-2024 disponíveis até ao respetivo valor nominal global”.

A última emissão obrigacionista da Sporting SAD tinha sido lançada em novembro de 2018. Nessa fase de convulsão interna devido à saída da anterior administração, a sociedade que gere o futebol dos “leões” ficou aquém do objetivo de 30 milhões de euros, arrecadando apenas 26,1 milhões de euros nessa operação.

Este novo empréstimo servirá para reembolsar o financiamento intercalar resultante da operação de titularização com a Sagasta Finance no valor de 26,7 milhões de euros, “a título de acréscimo do preço de compra e venda dos créditos” decorrentes do contrato de direitos televisivos assinado com a NOS, feita para pagar o empréstimo obrigacionista de 2018, cujo reembolso está agendado para 26 de novembro. O restante será usado “para desenvolvimento da atividade corrente” da SAD sportinguista.

Dez bancos vão colocar as obrigações

O prospeto de oferta pública de subscrição e de admissão à negociação no Euronext Lisbon foi enviado esta quinta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), apontando o Haitong como assistente, organizador e coordenador global da operação financeira.

As entidades contratadas para colocar as Obrigações Sporting SAD 2021-2024 foram o Activobank, Banco BIC, Millennium BCP, Carregosa, BEST, Caixa BI, Crédito Agrícola, Montepio Geral, Caixa Geral de Depósitos e o Haitong Bank. A receita global líquida, após a dedução das comissões e dos custos, é estimada em 28,7 milhões de euros.

O relatório e contas de 2020/21, relativo à época desportiva em que foi campeão nacional de futebol, revelou um prejuízo de 33 milhões de euros apresentado nesse exercício, justificado por Frederico Varandas como “resultado direto de um contexto mundial de crise, com consequências na quebra das receitas de transação de jogadores e das receitas operacionais pela ausência de público nos estádios”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sporting SAD lança empréstimo obrigacionista de 30 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião