Queda dos subsídios de desemprego para mínimos de 52 anos não segura Wall Street

O Departamento do Trabalho revelou que, na semana terminada a 20 de novembro, os pedidos de desemprego nos EUA caíram para mínimos de 1969, contudo, não foi suficiente para segurar as bolsas.

Os principais índices norte-americanos arrancaram a sessão desta quarta-feira com perdas ligeiras, numa altura em que os investidores tentam contrabalançar os dados relativos aos pedidos de desemprego, que recuaram para mínimos de 52 anos com a apresentação de contas de algumas retalhistas.

O índice de referência S&P 500 cede 0,46% para 4.669,12 pontos, enquanto que o industrial Dow Jones desvaloriza 0,59% para 35.602,32 pontos. Ao mesmo tempo, o tecnológico Nasdaq recua 0,62% para 15.677 pontos, caminhando para a terceira sessão consecutiva de perdas.

Os investidores estão, deste modo, a digerir os dados relativos ao mercado laboral, que dão força aos sinais de recuperação do outro lado do Atlântico. Na semana terminada 20 de novembro, houve uma queda de 71 mil pedidos de desemprego, com o valor atual a situar-se nos 199 mil pedidos, de acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Departamento do Trabalho dos EUA. Trata-se do valor mais baixo desde novembro de 1969, isto é, mais de 50 anos, segundo a Reuters. Este balanço supera as expectativas dos analistas consultados pela Reuters, que apontavam para 260 mil inscrições.

Este relatório que é habitualmente divulgado todas as quintas-feiras, foi conhecido esta quarta-feira, dado que amanhã se assinala o feriado da Ação de Graças. Desde o início de outubro que este indicador tem vindo a recuar, apesar de o ritmo de queda ter diminuído nas últimas semanas e aproximando-se dos valores pré-pandemia.

Esta quarta-feira, um relatório do Departamento do Comércio norte-americano confirmou ainda a forte desaceleração no crescimento durante o terceiro trimestre, com o crescimento do PIB anual a situar-se nos 2,1%.

A penalizar os mercados estão ainda cotadas ligadas ao setor do retalho, que reagem à apresentação de resultados. A Gap cede 20,86% para 18,59 dólares, ao passo que a Nordstrom cai 25,52%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Queda dos subsídios de desemprego para mínimos de 52 anos não segura Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião