Turismo de Portugal financia em seis milhões de euros formação de 75 mil pessoas no setor

  • Lusa
  • 25 Novembro 2021

O programa Formação + Próxima "funcionará em parceria estreita com os municípios para que tenha uma componente digital mas também do território", explicou o presidente do Turismo de Portugal.

O Turismo de Portugal vai financiar com seis milhões de euros, ao longo de seis anos, o programa Formação + Próxima, para formação descentralizada no setor a cerca de 75 mil pessoas, segundo o presidente da entidade.

Em declarações à Lusa, Luís Araújo explicou que o Turismo de Portugal tem “12 escolas espalhadas por todo o território”, mas a instituição tem “sentido ao longo destes anos que há muita necessidade de formação, não só inicial, mas também contínua, e principalmente formação para executivos em todo o território”.

“Além disso, o que nos tem sido pedido é para darmos formação em turismo a outras entidades, nomeadamente municípios e CCDR [Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional], ou seja, entidades que não são 100% turismo, mas que precisam de ter formação” salientou.

Por isso, o Turismo de Portugal apresenta esta tarde, em Amarante, com a participação da secretária de Estado do Turismo, “um programa de formação próxima, porque está mais no terreno, que cobre estas áreas”, para colaboradores do setor e outros, referiu Luís Araújo.

Este programa “funcionará em parceria estreita com os municípios para que tenha uma componente digital mas também do território”, explicou Luís Araújo, indicando que passa por multiplicar as escolas do Turismo de Portugal, “não com instalações próprias”, mas aproveitando outros espaços existentes, para “dar esta formação muito mais direcionada as necessidades daquela região específica”.

“A ideia é fazer parcerias com os municípios e, numa primeira fase, estamos a falar à volta de 36 municípios”, explicou, destacando que a “formação vai ser dada até a funcionários dos municípios para captar investimento, desenvolvimento do território e produto”, entre outras áreas.

Luís Araújo acredita que este programa pode ajudar na resolução do problema de mão-de-obra no setor, mas avisou que é só uma componente entre várias. “Há uma parte demográfica, não temos pessoas”, salientou, chamando ainda a atenção para a “atratividade” do turismo, que deve ser promovida com “salários, benefícios, planos de carreira”, indicou.

O programa deverá começar no início de 2022.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Turismo de Portugal financia em seis milhões de euros formação de 75 mil pessoas no setor

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião