Holanda é o quinto país europeu com casos da nova variante

Ómicron foi detetada em 13 passageiros vindos da África do Sul, num grupo de 61 que testaram positivo para a covid-19, avança a BBC.

A nova variante da covid-19 foi detetada em 13 passageiros que chegaram na sexta-feira ao aeroporto holandês de Schiphol, perto de Amesterdão, vindos da África do Sul.

No sábado já tinha sido noticiado que 61 passageiros tinham testado positivo para a covid-19, não estando ainda confirmado se algum estaria já infetado com a Ómicron. O que se veio a confirmar hoje, segundo a BBC. O ministro da saúde holandês afirmou que podem já existir outros casos no país.

A nova variante da Covid-19 está a ser identificada num número crescente de países europeus. A Holanda é o quinto, depois da Bélgica, Reino Unido, Alemanha e Itália. Na Áustria está em análise um caso suspeito.

Primeiro foi a Bélgica, que na sexta-feira informou ter identificado o primeiro caso da Omicron no país, num indivíduo que veio do estrangeiro e a quem tinha sido detetada a covid-19 no dia 22. “Poderíamos dizer que é a covid-21 em vez da covid-19: é três vezes mais contagiosa do que o vírus origianal”, afirmou na sexta-feira o primeiro-ministro, Alexander De Croo.

Este sábado, pela manhã, as autoridades regionais no estado alemão de Hesse, avisaram para a existência de um caso suspeito. “A variante Omicron provavelmente já está presente na Alemanha”, assumiu o ministro regional de Assuntos Sociais, Kai Klose, na rede social Twitter. O que se viria a confirmar, mas noutro estado.

O governo da Baviera informou esta tarde a existência de dois casos da variante identificada pela primeira vez na África do Sul, noticiou a Reuters. As duas pessoas infetadas entraram na Alemanha pelo aeroporto de Munique, no dia 24. Estão em isolamento, afirmou o responsável pela pasta da Saúde.

O Reino Unido confirmou também hoje a existência de dois casos. A notícia foi dada pelo ministro da saúde, Sajid Javid. Os dois casos estão relacionados entre si e estiveram no sul de África. “Agimos rapidamente e os indivíduos estão em isolamento enquanto o rastreamento de contacto está em andamento”, afirmou o responsável, citado pelo The Guardian.

Já esta tarde, o primeiro-ministro britânico anunciou novas restrições para combater a nova variante do coronavírus SARS-CoV-2, entre as quais a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços comerciais e transportes públicos e a obrigatoriedade de os viajantes vacinados que entrem no país fazerem um teste PCR.

A Itália foi o quarto país europeu a registar um caso da nova variante. Segundo o Corriere della Sera, trata-se um habitante da região da Campania, que esteve recentemente em Moçambique e estava vacinado com duas doses. Foi testado num hospital de Milão.

África do Sul, Botswana, Israel e Hong Kong são outros países onde já existem notícias da presença da Omicron.

O Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) alertou na quinta-feira que a nova variante do vírus SARS-CoV-2 suscita “sérias preocupações de que possa reduzir significativamente a eficácia das vacinas e aumentar o risco de reinfeções”. Num comunicado sobre a avaliação da ameaça da nova variante, e com base na informação genética atualmente disponível, o ECDC disse que a nova variante detetada na África Austral é a mais divergente (em relação ao vírus original) detetada até hoje.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Holanda é o quinto país europeu com casos da nova variante

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião