Van Dunem fica com pasta de Cabrita no Governo

Francisca Van Dunen, que já confessou que não quer fazer parte de um potencial próximo Governo, acumulará a Administração Interna com as funções de ministra da Justiça.

Com a demissão de Eduardo Cabrita, a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, vai acumular a pasta da Administração Interna durante os últimos dois meses deste Governo.

“O Presidente da República aceitou hoje [sexta-feira] as propostas do Primeiro-Ministro, de exoneração do Dr. Eduardo Cabrita como Ministro da Administração Interna, bem como da sua substituição pela Dra. Francisca Van Dunen, que acumulará com as funções de Ministra da Justiça“, anuncia uma nota no site da Presidência, esclarecendo que “os Secretários de Estado do MAI são reconduzidos”.

A posse de Van Dunem, “em cerimónia restrita”, está marcada para este sábado às 15h no Palácio de Belém.

A demissão do ministro da Administração Interna foi anunciada pelo próprio esta sexta-feira após ser conhecido o despacho de acusação do Ministério Público sobre o acidente mortal na A6. “Entendi solicitar hoje a exoneração das minhas funções de ministro da Administração Interna ao primeiro-ministro”, afirmou Cabrita. Esta decisão do ministro socialista é justificada pelo “aproveitamento político absolutamente intolerável” que diz ter sido alvo por causa deste caso e que poderia “penalizar” o PS à porta de eleições.

Após a declaração de Cabrita, António Costa confirmou que aceitou a demissão do ministro e anunciou que iria informar o Presidente da República sobre quem exercerá o cargo até às eleições. “Quero aqui agradecer estes seis anos de colaboração de Eduardo Cabrita, quero enfatizar os ganhos na segurança que o país teve ao longo destes anos” e “na diminuição do número de incêndios”, notou o primeiro-ministro, repetindo o balanço positivo que o ministro fez no início da sua declaração.

A confirmação chega esta noite na nota de Presidência com a escolha a recair sobre Van Dunem. A ministra confessou recentemente ao Público que não fará parte do próximo Governo se o Partido Socialista (PS) ganhar as eleições. “Eu já estava neste Governo até final da Presidência portuguesa da União Europeia, era a combinação que tínhamos. Porque era suposto que houvesse uma remodelação a seguir”, afirmou, contrariando declarações que tinham sido feitas por Costa de que não havia nenhuma remodelação em vista.

(Notícia atualizada às 21h47 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Van Dunem fica com pasta de Cabrita no Governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião