Francisca Van Dunem já tomou posse como ministra da Administração Interna

Francisca Van Dunem vai acumular a pasta da Administração Interna com a da Justiça até às legislativas de janeiro, depois da demissão de Eduardo Cabrita.

Francisca Van Dunem já tomou posse como ministra da Administração Interna, substituindo, assim, Eduardo Cabrita, que se demitiu esta sexta-feira. Vai acumular pasta com a da Justiça até às eleições de 30 de janeiro.

A breve cerimónia de tomada de posse decorreu este sábado, no Palácio de Belém, onde estiveram presentes o Presidente da República, o primeiro-ministro, dois secretários de Estado e Eduardo Cabrita. Não houve discurso nem declarações aos jornalistas no final da cerimónia.

Francisca Van Dunem toma posse como ministra da Administração InternaPresidência da República

Francisca Van Dunem foi a escolhida por António Costa para assumir a pasta da Administração Interna até às eleições de 30 de janeiro, depois de Eduardo Cabrita ter apresentado a demissão na sequência do despacho de acusação do Ministério Público sobre o acidente mortal na A6.

Este sábado, o primeiro-ministro referiu-se a Francisca Van Dunem como “uma mulher com larga experiência na Administração Interna”. “Preferi uma solução sólida, mas de transição e que decorrerá daqui até às eleições”, disse, em declarações aos jornalistas.

A decisão de demissão de Cabrita foi justificada pelo “aproveitamento político absolutamente intolerável” que diz ter sido alvo por causa deste caso e que poderia “penalizar” o PS à porta de eleições. António Costa aceitou esta demissão, referindo que foi por iniciativa própria do ex-ministro.

O motorista de Eduardo Cabrita, que atropelou mortalmente um trabalhador na A6 em junho, foi esta sexta-feira acusado pelo Ministério Público de homicídio por negligência. O carro onde seguia o ex-ministro circulava na via da esquerda a uma velocidade de 166 km/h. Depois de ser conhecida a acusação, Cabrita limitou-se a afirmar que era apenas “um passageiro”. Contudo, momentos mais tarde, acabou por se demitir.

Cabrita era ministro há quatro anos, mas já contava com várias polémicas no mandato. Para além deste acidente mortal, há ainda o caso do cidadão ucraniano morto torturado e morto por inspetores do SEF, as golas antifumo inflamáveis que foram distribuídas em 2019, as responsabilidades nos festejos do Sporting e a requisição civil em Odemira para os imigrantes.

(Notícia atualizada às 15h23 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Francisca Van Dunem já tomou posse como ministra da Administração Interna

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião