Há hotéis na Serra da Estrela com lotação esgotada para o fim do ano

  • Lusa
  • 4 Dezembro 2021

Há unidades hoteleiras naquela região esgotadas desde outubro. Aumento das restrições não influencia nas reservas.

Com o Natal e a passagem de ano a aproximarem-se, as reservas nos hotéis na Serra da Estrela confirmam o ponto mais alto de Portugal continental como um dos principais destinos desta época, havendo hotéis que já têm lotação esgotada.

Um dos primeiros hotéis a esgotar foi o H2otel, em Unhais da Serra, Covilhã, que tem 90 quartos e cujo programa especial de fim de ano abrange três noites, com um preço médio de 980 euros. “Estamos esgotados desde outubro, quer para o Natal, quer para a passagem de ano. E isso não nos surpreende, dado que esta é uma oferta diferenciadora, que conquista os clientes de um ano para o outro”, disse à Lusa Luís Veiga, administrador.

Igualmente esgotado está o Puralã, na Covilhã, que pertence ao mesmo grupo e cujo programa de passagem de ano custava 390 euros por pessoa. Nas restantes unidades do grupo as reservas também decorrem “a bom ritmo”, estando com valores semelhantes aos registados pré-pandemia, designadamente no Sport Hotel Covilhã, que, mesmo sem programa especial, já está a 90% para a passagem do ano.

O Lusitânia, na Guarda, já tem o Natal fechado. Para a passagem do ano, as reservas estão a 80%, sendo que a expectativa é a de que venha a esgotar. “Estamos com números semelhantes aos de 2019 e, portanto, esperamos que tudo se mantenha, mesmo com as restrições que têm surgido, até porque os nossos hotéis têm um protocolo de segurança muito rigoroso e a garantia de que temos quase 100% dos funcionários vacinados”, explicou.

Lotação esgotada é também a expectativa para o Hotel Luna Serra da Estrela, onde o programa especial de duas noites para o réveillon pode variar entre os 500 e os 1.200 euros por pessoa. Este ano, o hotel optou por uma estratégia de vendas faseadas, que permite às pessoas terem mais tempo para se organizar, mas as reservas para os últimos dias do ano já ultrapassam os 70% e o histórico leva a crer que todos quartos fiquem ocupados antes da ceia de Natal ou do dia 31 de dezembro.

“Estamos a contar ficar completos e acreditamos que vamos ter uma época festiva com a serra vestida de branco, porque a neve já começou a cair e as previsões para as próximas semanas indicam que vai continuar”, apontou Carlos Santos, diretor desta unidade que fica no coração da Serra da Estrela. O responsável não espera que as novas regras tenham impacto na procura, até porque estão em linha com os procedimentos que o hotel já adotava.

Criada a partir da recuperação do antigo Sanatório dos Ferroviários, a Pousada Serra da Estrela, do grupo Pestana, tem ofertas especiais para o Natal, com jantar de consoada e almoço de Natal, e apresenta um programa de três noites para a passagem do ano, que custa 899 euros para duas pessoas em quarto duplo, estando as reservas a correr dentro das expectativas.

“O número de reservas está muito próximo do ano de 2019 e, apesar de ter havido esporadicamente alguns cancelamentos como reação às medidas entretanto apresentadas, as mesmas foram imediatamente compensadas por novas reservas”, apontou o grupo Pestana, em resposta à Lusa. Noutra das principais portas de entrada da Serra da Estrela está o Vila Galé Serra da Estrela (Manteigas), que já não tem nenhum quarto para reservar.

No Hotel Eurosol Seia Camelo, ainda é possível fazer reservas quer para o Natal, quer para a passagem do ano. Este ano o hotel só vai trabalhar com alojamento e pequeno-almoço e as reservas estão a chegar mais lentamente, estando a taxa de ocupação para a passagem de ano a rondar os 75%, explicou o diretor daquela unidade, Miguel Camelo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Há hotéis na Serra da Estrela com lotação esgotada para o fim do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião