Governo alemão vai ter 18 ministros, 50% são mulheres

  • ECO
  • 6 Dezembro 2021

O novo Governo da Alemanha será constituído por 18 membros. Pela primeira vez, todos os ministérios relacionados com a política externa e segurança interna serão chefiados por mullheres.

O próximo chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, que vai suceder Angela Merkel, apresentou esta segunda-feira os nomes que vão formar o novo governo alemão. No total, o Governo será constituído por 18 membros, incluindo Scholz. Metade são mulheres.

O SPD nomeou o chanceler e sete ministros, os Verdes seis e os liberais quatro. Pela primeira vez, todos os ministérios relacionados com a política externa e segurança interna serão chefiados por mulheres na Alemanha.

Annalena Baerbock fica com a pasta dos negócios estrangeiros, Svenja Schulze será a responsável pelo desenvolvimento, Christine Lambrecht, até agora ministra da Justiça, será responsável pela Defesa e Nancy Faeser irá dirigir o ministério do interior, que será a primeira mulher na história do país a assumir o cargo.

Klara Geywitz, vice-presidente do SPD, ficará com o novo Ministério da Habitação. O epidemiologista Karl Lauterbach foi o escolhido para o Ministério da Saúde, enquanto Hubertus Heil continuará Ministro do Trabalho e Assuntos Sociais. O ministro da Chancelaria será Wolfgang Schmidt.

No caso dos Verdes, a copresidente do partido, Annalena Baerbock, será a responsável pelos Negócios Estrangeiros, e o outro copresidente, será ministro de Economia e do Clima.

A agricultura irá para Cem Özdemir, enquanto o Ministério da Família, Mulher e Juventude foi atribuído a Anne Spiegel e o do Ambiente a Steffi Lemke. Claudia Roth fica com a pasta da cultura.

O FDP terá o seu líder, Christian Lindner, como ministro Finanças, uma posição-chave na principal economia da Europa. Volker Wissing foi nomeado para os Transportes e Digitalização, Marco Buschmann para a Justiça e Bettina Stark-Watzinger ministra da Educação.

 

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo alemão vai ter 18 ministros, 50% são mulheres

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião