Wall Street soma e segue a recuperar da Ómicron

Os principais índices norte-americanos estão a valorizar mais de 1% no arranque da sessão desta terça-feira.

Após uma forte recuperação esta segunda-feira, os principais índice norte-americanos arrancam em alta a sessão desta terça-feira, num momento em que a variante Ómicron parece já não assustar tanto os investidores. Wall Street segue e soma com valorizações superiores a 1%, sendo mais expressivas nos setores mais sensíveis à evolução da pandemia.

O Dow Jones sobe 1,06% para os 35.601,14 pontos, o Nasdaq avança 1,95% para os 15.522,8 pontos e o S&P 500 valoriza 1,43% para os 4.657,2 pontos. Esta é a segunda sessão consecutiva de recuperação para os principais índices em Wall Street, após uma semana de perdas provocadas pela Ómicron.

As indicações preliminares dadas pelas autoridades de saúde dos Estados Unidos sugerem que a Ómicron é menos perigosa do que a Delta, que é altamente contagiosa. Estes sinais acalmaram investidores neste início da semana, principalmente depois de Anthony Fauci, o epidemiologista que aconselha a Casa Branca, ter dito que os dados preliminares são “encorajadores”.

Entre as cotadas, as fabricantes de chips registam fortes ganhos com a NVIDIA a valorizar 3,7% e a Intel a subir 8,4%. Neste último caso, a empresa revelou que irá tornar público o seu carro autónomo (Mobileye) a meio do próximo ano.

Os casinos cotados em bolsa, como é o caso do Las Vegas Sands (+3,4%), também beneficiam do menor receio com a evolução da situação pandémica, a par das operadoras de cruzeiros como a Carnival e a Norwegian Cruise Line Holdings, ambas com valorizações acima de 3%.

As ações da Tesla estão a recuperar quase 4% mesmo com a notícia de que a empresa foi obrigada a substituir as câmaras de três dos seus modelos. Além disso, esta segunda-feira soube-se que o regulador dos mercados (SEC, equivalente à CMVM em Portugal) abriu uma investigação à cotada. Em causa está uma queixa de um denunciante que afirma que a Tesla não alertou suficientemente os acionistas e clientes sobre o risco de incêndio associado aos seus painéis solares.

Com a Ómicron em segundo plano, o foco dos mercados regressa à evolução da política monetária da Reserva Federal. A Fed reúne-se na próxima semana para decidir os próximos passos e os comentários feitos pelos responsáveis apontam para que acelere o ritmo de redução da compra de ativos. Além disso, poderá pistas sobre quando irá aumentar os juros diretores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street soma e segue a recuperar da Ómicron

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião