“Oncologista virtual” da Dioscope vence prémio internacional na luta contra o cancro

A startup portuguesa, que criou sistemas de apoio à decisão clínica em hospitais, arrecadou o prémio de "Top Project" e venceu o desafio de empreendedorismo "Hackathon".

A startup portuguesa Dioscope, que criou uma plataforma para a formação médica e criação de sistemas de apoio à decisão clínica em hospitais, foi a grande vencedora da competição internacional “Building Bridges, Beating Cancer”, organizada pela farmacêutica Novartis e pelo grupo nórdico Scanbalt. O “Top Project” vencedor da Dioscope é o “oncologista virtual”.

“Neste momento, as doenças oncológicas são a primeira causa de morte na Europa, enquanto em Portugal, são diagnosticados anualmente cerca de 40 mil casos de cancro. Para combater a falta de médicos especialistas em cancro que se faz sentir a nível global, a Dioscope criou o ‘oncologista virtual’, uma solução inovadora que presta ajuda aos médicos de família em tempo real, melhorando o diagnóstico e tratamento precoce dos doentes com cancro”, lê-se em comunicado.

Segundo a startup, os sistemas de apoio à decisão clínica são uma forma de melhorar a eficácia dos serviços hospitalares, previnem o erro médico e melhoram a articulação entre as várias especialidades. No entanto, o custo e a adaptação dos sistemas para cada hospital são ainda limitações para uma implementação generalizada. “Com a criação de uma plataforma de criação de sistemas de decisão customizáveis, a Dioscope conseguiu eliminar o esforço de desenvolvimento de um sistema próprio para cada hospital, mantendo a autonomia das equipas médicas na gestão e adaptação de cada algoritmo de decisão.”

O “Building Bridges, Beating Cancer” é um evento e uma competição internacional de empreendedorismo que procura soluções inovadoras no âmbito da saúde digital para eliminar as diferenças e desigualdades no acesso ao tratamento do cancro na Europa. Entre faculdades, centros de pesquisa e startups, a Dioscope foi a única vencedora das duas competições a concurso: arrecadou o prémio de “Top Project”, para a melhor iniciativa que está a quebrar barreiras no acesso às terapias oncológicas, e venceu o desafio de empreendedorismo “Hackathon”, que decorreu entre os dias 22 e 26 de novembro.

Fundada em 2018 pelo médico Tomás Pessoa e Costa, a Dioscope é uma startup de formação médica e criação de sistemas. No ano passado, foi a primeira empresa portuguesa a vencer os “WSA European Young Innovators”, iniciativa do âmbito da ONU que premeia os projetos europeus com maior impacto social.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Oncologista virtual” da Dioscope vence prémio internacional na luta contra o cancro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião