Comprimido antiviral da Pfizer pode ser eficaz contra a variante Ómicron

O comprimido antiviral desenvolvido pela Pfizer poderá ser eficaz no tratamento de pacientes infetados com a variante Ómicron do coronavírus, avançou a farmacêutica.

O Paxlovid, comprimido experimental contra a Covid-19 da Pfizer, pode ser eficaz no tratamento de doentes infetados com a variante Ómicron do coronavírus, anunciou a farmacêutica norte-americana num comunicado.

O medicamento demonstrou ser 89% eficaz na redução do risco de hospitalização e morte em adultos com risco de doença grave pela Covid-19, se administrado três dias após o início dos sintomas, de acordo com os dados mais atualizados fornecidos pela empresa.

Em causa está um ensaio clínico com voluntários, que concluiu que apenas cinco dos 697 doentes de alto risco que receberam o medicamento até três dias depois do surgimento dos sintomas foram hospitalizados ou morreram com Covid-19, comparativamente com 44 dos 682 doentes que receberam o placebo.

A Pfizer adiantou também que os sinais encorajadores deste estudo apontam para que o comprimido antiviral pode ser eficaz contra a variante Ómicron, detetada pela primeira vez em África do Sul e que está a suscitar preocupações por poder ser mais transmissível do que a variante Delta.

“Variantes emergentes de preocupação, como a Ómicron, exacerbaram a necessidade de opções de tratamento acessíveis para aqueles que contraem o vírus, e estamos confiantes de que, se autorizado ou aprovado, este potencial tratamento pode ser uma ferramenta crítica para ajudar a conter a pandemia”, sinaliza Albert Bourla, presidente executivo da Pfizer, citado na nota de imprensa.

No mês passado, a Pfizer avançou com um pedido junto da norte-americana Food and Drug Administration, para a autorização uso de emergência deste medicamento em adultos de alto risco. A decisão deverá ser conhecida ainda este mês.

Esta terça-feira, foi ainda conhecido um estudo conduzido em África do Sul que aponta que a vacinação completa com a vacina da Pfizer terá reduzido em 70% o número de internamentos associados à Covid-19, segundo o jornal sul-africano Times.

As conclusões são da Discovery Health, a maior seguradora de saúde do país, e do Conselho de Investigação Médica da África do Sul (SAMRC), tendo por base 78 mil casos de infeção por Covid-19 detetados entre 15 de novembro a 7 de dezembro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Comprimido antiviral da Pfizer pode ser eficaz contra a variante Ómicron

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião