Ómicron será variante dominante em Portugal já nesta semana de Natal

O INSA estima que quase metade dos casos de Covid-19 na segunda-feira já sejam da nova variante do coronavírus. Ómicron será a variante dominante já nesta semana, marcada pela quadra natalícia.

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) estima que a variante Ómicron represente já quase metade dos novos casos de Covid-19, alcançando o estatuto de variante dominante no país esta semana. A informação surge no dia em que o Conselho de Ministros reuniu para desenhar novas medidas, na expectativa de conter o avanço do coronavírus num período marcado pela quadra natalícia.

Segundo o último relatório de diversidade genética elaborado pelo INSA, os dados sugerem que, no final de novembro e início de dezembro, a circulação da Ómicron era “baixa”. No entanto, o instituto dá conta do “forte contraste com o aumento abrupto de circulação desta variante estimado para os dias seguintes”.

Neste contexto, os dados na posse do INSA apontam para “um crescimento exponencial na proporção de casos prováveis” desde 6 de dezembro, “tendo atingido uma proporção estimada de 46,9% no dia 20 de dezembro” — ou seja, quase metade dos novos casos de Covid-19 em Portugal serão da nova variante, que é potencialmente mais transmissível do que a Delta e deverá ser a variante dominante já esta semana.

“Os dados obtidos desde o dia 15 de dezembro consolidam a perspetiva de que a variante Ómicron será dominante (>50%) em Portugal na presente semana (20 a 26 de dezembro), em paralelismo com o cenário observado em outros países como, por exemplo, a Dinamarca e o Reino Unido”, remata o INSA, num comunicado.

Na sexta-feira, Marta Temido já tinha avançado que as estimativas indicavam que a prevalência da nova variante chegasse aos 50% esta semana e 90% na semana do final de ano. Um alastrar que levou o Executivo a preparar novas medidas no Conselho de Ministros extraordinário desta terça-feira. Para já, sabe-se que o Governo avaliou a possibilidade de avançar com a obrigatoriedade do teletrabalho a 26 de dezembro para as funções que o permitam, encerrar estabelecimentos como discotecas e limitar a lotação de centros comerciais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ómicron será variante dominante em Portugal já nesta semana de Natal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião