Mais frio e regresso ao trabalho fazem aumentar consumo de energia em 4% em novembro

Durante novembro, registou-se uma maior circulação e também temperaturas mais baixas, motivando o aumento do consumo de eletricidade nos serviços e nas casas.

O consumo de energia em Portugal aumentou 4% em novembro, segundo as estimativas rápidas da Direção-Geral de Energia e Geologia. Este desempenho ocorreu numa altura em que as temperaturas frias motivam o recurso a aparelhos de aquecimento, o que se junta à maior circulação devido ao regresso ao trabalho presencial.

O maior aumentou registou-se no setor dos serviços (7,1%), de acordo com a nota de imprensa da Agência para a Energia (ADENE), seguido do setor doméstico (4,0%), transportes (3,5%) e indústria (1,7%).

“O regresso ao trabalho presencial explica o aumento do consumo no setor dos serviços face a 2020 e as temperaturas baixas registadas durante o mês de novembro provocaram um aumento no consumo de eletricidade para aquecimento no setor doméstico“, salienta a ADENE.

Já olhando para o gás natural, a tendência foi inversa. “Registou-se uma redução de 1,7% no consumo global, com uma redução de 3,5% na indústria e aumentos de 2,9% e 7,4% nos setores doméstico e de serviços, respetivamente”, segundo adianta a ADENE.

A circulação aumentou face ao ano passado durante o mês de novembro, sendo que, ao nível dos transportes, houve uma subia de 2,1% e 4,2% no consumo de gasóleo rodoviário e gasolina, respetivamente. “A nível dos transportes marítimos, registou-se um aumento de 41,9% e, na aviação, o consumo de jet fuel aumentou em 169,8%”, sinalizam.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais frio e regresso ao trabalho fazem aumentar consumo de energia em 4% em novembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião