Há 20 anos que tem euros na carteira. Vêm aí mais 20?premium

O euro veio facilitar a vida dos cidadãos e empresas europeias, mas trouxe desafios económicos. A memória do choque das dívidas soberanas ainda perdura. Será que aguenta outro?

Há 20 anos que na sua carteira circulam euros. Foi a 1 de janeiro de 2002 que a nova moeda única da Zona Euro começou a ser usada pelos cidadãos, após dois anos de adaptação. Atualmente o euro pode ser usado em 19 países, é a segunda moeda mais utilizada no mundo e prepara-se para se tornar digital. Trouxe facilidades, mas também desafios, como a crise das dívidas soberanas. Será que tem mais 20 anos pela frente?É recorrente a discussão de que a União Europeia, e em particular a Zona Euro, está à beira do precipício, a cada crise política, económica, de refugiados, de Estado de Direito, entre outros. Mas se há projeto europeu que mais esteve à beira de implodir foi o euro no auge da crise das dívidas soberanas, com a ameaça da saída da Grécia e de um potencial efeito dominó para outros

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos