Linea Directa adere com forte contingente às regras de paridade de género da ONU

  • ECO Seguros
  • 6 Janeiro 2022

Ao aceitar o desafio da ONU sobre igualdade e empoderamento da Mulher, a seguradora digital líder em Espanha afirma que as mulheres são 57% do efetivo, 40% da equipa de gestão, 43% da administração.

Mar Garre, Diretora de Pessoas, Comunicação e Sustentabilidade da Linea Directa: “Temos números excecionais em termos de igualdade de género há já algum tempo”.

A Línea Directa Aseguradora aderiu aos Princípios da ONU para o Empoderamento das Mulheres, reforçando o compromisso da companhia com a promoção da igualdade de género e capacitação da mulher no âmbito laboral, no mercado e na sociedade.

Neste sentido, a operadora espanhola destaca progressos alcançados no âmbito da igualdade e empoderamento, assinalando que 57% do efetivo do Grupo é constituído por mulheres. Além disso, 40% da equipa de gestão da empresa e 43% dos elementos do Conselho de Administração são mulheres, “acima da média das empresas espanholas cotadas em bolsa,” enquanto a diferença salarial na empresa “é praticamente inexistente,” realça um comunicado da seguradora líder no setor de seguro direto em Espanha.

As empresas devem praticar estes princípios e “na Línea Directa já o fazemos (…) no sentido dos objetivos de igualdade de género e desenvolvimento sustentável, promovendo condições profissionais, económicas e sociais que geram oportunidades para as mulheres e favorecem a sua inclusão. Desde o início da nossa atividade há 26 anos, temos promovido o desenvolvimento profissional e pessoal das mulheres, o que nos tem permitido alcançar números excecionais em termos de igualdade de género há já algum tempo. Com a assinatura dos Princípios do Empoderamento das Mulheres reforçamos este compromisso e comprometemo-nos a continuar a trabalhar em prol da igualdade de facto,” afirma Mar Garre, Diretora de Pessoas, Comunicação e Sustentabilidade.

Aderindo aos sete princípios da ONU Mulheres, a companhia espanhola junta-se assim a mais de 5 800 empresas (mais de 170 em Espanha) que, desde março de 2010, se comprometeram com as melhores práticas na promoção da igualdade de género em cargos de direção, retribuição, formação e desenvolvimento profissional das mulheres.

Os Princípios do Empoderamento das Mulheres (WEP na sigla anglo-saxónica), aprovados há perto de 12 anos pela Assembleia Geral das Nações Unidas com base em normas internacionais do Trabalho e dos Direitos Humanos (alinhados atualmente com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável), visam promover a igualdade de género ao nível da liderança; igualdade de tratamento sem discriminação, incluindo salário igual para trabalho igual e práticas de recrutamento e retenção sensíveis ao género; assegurar a saúde, segurança e bem-estar, estabelecendo políticas e procedimentos internos para prevenir todas as formas de violência e assédio sexual no local de trabalho; promover a educação, formação e desenvolvimento da carreira das mulheres; e implementar práticas de desenvolvimento empresarial na cadeia de fornecimento e que apoiem, através de iniciativas comunitárias e de marketing, a inclusão e empoderar as mulheres.

Além da observância e prática destas orientações (que também constam do Pacto Mundial das Nações Unidas), as empresas devem medir e informar pública e regularmente sobre o seu progresso em matéria de igualdade de género.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Linea Directa adere com forte contingente às regras de paridade de género da ONU

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião