Portugal Ventures investiu quase 13 milhões em 70 empresas em 2021

A capital de risco pública registou a entrada de 48 empresas e a saída de 17 do portefólio no ano passado, em que realizou ainda 22 operações de reforço de capital. Veja os novos projetos em carteira.

A Portugal Ventures (PV) contabiliza um investimento de 12,8 milhões de euros na capitalização de um total de 70 empresas portuguesas em 2021, das quais 48 entraram no portefólio da capital de risco pública no ano passado.

Além destas novas empresas, nas quais investiu 8,3 milhões de euros, a sociedade do Grupo Banco Português de Fomento realizou ainda 22 operações de follow-on com 4,5 milhões de euros em reforço de capital nas empresas que já tinha em carteira.

No balanço realizado pela PV entram ainda as seis operações de coinvestimento, num montante total de 13 milhões – destaca-se o acompanhamento das rondas Series A da Jscrambler e da Peekmed – e a saída de 17 empresas do portefólio. Entre elas, o desinvestimento na Zaask para a Worten e no Mercadão para a Glovo.

“Num ano onde a única certeza foi a incerteza, a PV manteve ativamente o seu foco: capitalizar as empresas portuguesas que necessitam de fôlego financeiro para fazer crescer novas oportunidades de negócio globais. Em 2022, continuaremos a trabalhar lado a lado com as empresas do nosso portefólio, com as suas equipas, os nossos parceiros, no sentido de contribuir para o fortalecimento da economia”, frisa a administração.

Num comunicado enviado às redações esta quinta-feira, a PV atesta que “o ecossistema do empreendedorismo está vivo e pujante”, dando como prova desta vivacidade as 297 candidaturas que recebeu ao longo do ano passado – três em cada quatro para projetos nas áreas de digital e turismo -, com um montante de investimento solicitado de 74,9 milhões de euros.

Essas candidaturas recebidas foram submetidas maioritariamente por homens entre os 31 e 40 anos, embora a PV note que “o ecossistema está a mudar, com um crescimento expressivo de empreendedores na faixa etária dos 41 aos 50 anos”. Apresentaram sobretudo equipas com menos de seis elementos e três anos de atividade, sem faturação ou com faturação abaixo dos 50 mil euros.

As 48 novas empresas na carteira da Portugal Ventures:

  • Digital: Redcatpig, Taikai, Spotlite, Bandora, Neroes, Cosmos.pic, One Care, Wall-i, Tesselo, Ccrave, United Boutiques
  • Engineering & Manufacturing: Watgrid, Reckonai, Cleanwatts, About Aqua Food, Beeyard, Bioworld, Eptune Engineering, Go Clever, Scemai, ihCare, Sky Powerlines, Klugit, Landratech, Corium Biotech, Core Protein, Sciven, Swatter, Neural Solar, UZME, Wakaru, Wysensing, Partner in Cream, S&DG, Flowco, Ablute, Aqva More, We Can Charge
  • Life Sciences: Insignals Neurotech, Nu-rise, RubyNanomed, HatiCancer, Wisify, FastCompChem, BestHealth4U
  • Tourism: Merytu, Sleep&Nature, The Independente Collective

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal Ventures investiu quase 13 milhões em 70 empresas em 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião