Nas notícias lá fora: Polónia, construção e Inditex

  • ECO
  • 14 Janeiro 2022

Bruxelas está prestes a reter mais de 100 milhões de euros em fundos europeus da Polónia para cobrir multas diárias em dívida por violação do Estado de Direito.

As associações patronais do setor da construção em Espanha apelam ao Governo de Pedro Sanchez para adotar medidas compensatórias para mitigar o impacto da subida exponencial das matérias-primas. Já no ramo imobiliário, o fundador da Inditex, Amancio Ortega, vai comprar um complexo de dois arranha-céus em Toronto, naquela que é considerada uma das maiores operações no mercado de escritórios a nível mundial. E uma única página de um livro de banda desenhada do Homem-Aranha de 1984 foi comprada em leilão por um valor recorde de 3,36 milhões de dólares.

Financial Times

Bruxelas pronta a recuperar multas em dívida da Polónia por violação do Estado de Direito

Bruxelas está prestes a reter mais de 100 milhões de euros em fundos europeus da Polónia para cobrir multas diárias não pagas impostas pelo principal tribunal da UE por violação do Estado de Direito por parte do país, nomeadamente por falta de independência do sistema judicial. Segundo o comissário de Justiça, a Comissão vai enviar uma carta a Varsóvia a exigir o pagamento de 69 milhões de euros em multas diárias acumuladas desde o início de novembro. Se Varsóvia não cumprir dentro de 60 dias, a comissão vai reter o valor nos pagamentos da UE para a Polónia, impondo também juros.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago, conteúdo em inglês)

Expansión

Construtoras têm aumento de custos de dez mil milhões nas obras públicas

As associações patronais do setor da construção em Espanha apelam ao Governo espanhol para adotar medidas compensatórias para mitigar o impacto da subida exponencial das matérias-primas, que levaram a um aumento de 30% no custo de produção das obras. Estes aumentos de custos estão já a provocar um atraso na realização das obras públicas, o que se reveste de especial gravidade tendo em conta o volume de projetos que Espanha prevê realizar no âmbito do seu Plano de Recuperação e Resiliência.

Leia a notícia completa no Expansión (acesso pago, conteúdo em espanhol)

El Economista

Fundador da Inditex vai comprar dois arranha-céus em Toronto

O fundador da Inditex, Amancio Ortega, vai comprar um complexo de dois arranha-céus em Toronto, no Canadá, a dois fundos de pensões canadianos, por 800 milhões de euros, confirmou a Efe junto da sociedade que gere os seus investimentos. A venda do Royal Bank Plaza de Toronto, no centro da capital financeira canadiana, tinha sido revelada pela Bloomberg, que a classificou como uma as maiores operações no mercado de escritórios a nível mundial, desde o início da pandemia. As duas torres ligadas entre si foram postas à venda pela Oxford Properties, através da qual são feitos os investimentos dos fundos de pensões dos empregados municipais de Ontário e do Conselho de Investimento de Planos de Pensões Canadiano.

Leia a notícia completa no El Economista (acesso livre, conteúdo em espanhol)

The Guardian

Austrália volta a cancelar o visto a Novak Djokovic

O tenista sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, voltou a ver o seu visto de permanência na Austrália cancelado. A decisão foi tomada pelo ministro da Imigração do país, Alex Hawke, justificando a decisão com o “interesse público do país”, tendo em conta que o atleta não está vacinado. A decisão implica que o tenista não possa voltar a receber um visto de entrada nos próximos três anos. Mas Djokovic ainda pode recorrer da decisão. Esta decisão contraria assim a ação prévia do Governo australiano de restituir o visto ao tenista sérvio, na sequência da decisão do tribunal, o que lhe permitiu permanecer no país apesar das irregularidades na obtenção do documento.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês)

Bloomberg

Página de banda desenhada do Homem Aranha comprada por quase três milhões

Uma única página de um livro de banda desenhada do Homem-Aranha de 1984 foi comprada em leilão por um valor recorde de 3,36 milhões de dólares (2,93 milhões de euros). A licitação recorde para a página 25 da Marvel Comics “Secret Wars n.º 8” traz a primeira aparição do fato preto do herói da banda desenhada — o fato simbiótico conduziria eventualmente ao aparecimento do personagem Venom — começou com 330 mil dólares (287 mil euros). O recorde anterior para uma página interior de uma banda desenhada norte-americana era de 657.250 dólares (573 mil euros) para a arte de uma edição de 1974 de “The Incredible Hulk”, que preparava a aparição de Wolverine.

Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Polónia, construção e Inditex

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião