TAP perde segundo membro do Conselho Fiscal numa semana

Depois da renúncia de Maria de Fátima Geada por "motivos pessoais", a TAP informa agora que também Sérgio Rodrigues renunciou ao cargo de vogal do Conselho Fiscal, sem justificar.

Sérgio Sambade Nunes Rodrigues renunciou ao cargo de vogal do Conselho Fiscal da TAP, anunciou a empresa através da CMVM, a segunda baixa no órgão de fiscalização independente da companhia aérea em sete dias. Não é revelado o motivo da decisão.

“Por carta dirigida à sociedade, datada de 7 de janeiro de 2022, o Dr. Sérgio Sambade Nunes Rodrigues apresentou renúncia ao cargo de vogal do Conselho Fiscal da TAP”, lê-se na nota.

O comunicado acrescenta que o gestor “é substituído pelo membro suplente que se encontra nomeado”, designadamente José Manuel Fusco Gato. Este mantém-se no cargo “até nova designação ou até à primeira assembleia anual na qual se proceda ao preenchimento das vagas”.

Em 7 de janeiro, a TAP anunciou que Maria de Fátima Geada também renunciou ao cargo de vogal do Conselho Fiscal da TAP, “com efeito a partir de 31 de dezembro de 2021”, por “motivos pessoais”. A gestora também faz parte do Conselho Fiscal da Galp Energia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

TAP perde segundo membro do Conselho Fiscal numa semana

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião