Brent sobe para novos máximos desde 2014

  • Lusa
  • 19 Janeiro 2022

Aumento deve-se em parte à rutura de um oleoduto do Iraque para a Turquia, que provocou receios num mercado que ainda se debate com problemas de fornecimento de ‘ouro negro’.

O preço do petróleo Brent para entrega em março estava esta quarta-feira em níveis máximos desde 2014, a cotar-se a 88,01 dólares, contra 87,56 dólares no final da sessão anterior.

Segundo operadores citados pela Efe, o aumento deve-se em parte à rutura de um oleoduto do Iraque para a Turquia, que provocou receios num mercado que ainda se debate com problemas de fornecimento de ‘ouro negro’.

O corte foi causado por um incêndio no oleoduto Kirkuk-Ceyhan, que transporta petróleo do Iraque, o segundo maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), para o porto turco de Ceyhan para exportação.

Esta situação vem juntar-se à previsão dos especialistas de que a oferta ficará aquém da procura de petróleo bruto até 2022, à medida que as economias globais reanimarem após o impacto do abrandamento económico dos EUA.

Além disso, a possibilidade de uma incursão militar russa na Ucrânia, que poderia afetar o equilíbrio do mercado mundial de energia, está também no centro das atenções dos investidores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brent sobe para novos máximos desde 2014

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião