Futebol português perde um milhão de adeptos nas bancadas

  • ECO
  • 21 Janeiro 2022

Na primeira volta de 2021/2022, os 153 jogos disputados foram assistidos por 775.804 pessoas, menos 951.250 do que na primeira metade da Liga de 2019/20.

A pandemia também teve impacto no futebol, esvaziando as bancadas devido às várias restrições que foram sendo decretadas no que toca à limitação dos estádios. De acordo com o Jornal de Notícias (acesso pago), a Covid tirou um milhão de adeptos às bancadas, levando a perdas de receitas para os clubes.

Os números mostram que, na primeira volta de 2021/2022, os 153 jogos disputados foram assistidos por 775.804 pessoas, menos 951.250 do que na primeira metade da Liga de 2019/20, que teve um total de 1.727.054 espetadores, segundo aquele jornal. A média de assistência por jogo baixou de 11.287 para 5.070 pessoas, uma descida de 55%.

O Benfica é o clube com mais público e assistiu a uma perda de mais de 50% no número de adeptos. O FC Porto perdeu 32,3% das pessoas nas bancadas e o Sporting perdeu 28,2%. Juntos, os três clubes, perderam 43,3% da assistência total. O clube com a maior quebra foi o Boavista (-76,1%), que teve quase menos 80 mil pessoas no Bessa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Futebol português perde um milhão de adeptos nas bancadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião