BCP cai 1,7% e pressiona Lisboa

Apenas uma das cotadas do PSI-20 está a valorizar, na sessão desta segunda-feira. O BCP está a cair mais de 1%, pressionando a bolsa de Lisboa.

A bolsa de Lisboa arrancou a primeira sessão da semana em “terreno negativo“, com apenas uma das cotadas do PSI-20 a negociar acima da linha de água. O BCP está a cair 1,7%, pressionando a praça nacional, no dia em que entra na fase final o julgamento dos recursos das coimas de 225 milhões de euros aplicadas pelo regulador ao cartel formado por 12 bancos por alegadamente combinarem spreads no crédito à habitação.

O índice de referência na bolsa lisboeta, o PSI-20, está a desvalorizar 0,63% para 5.547,410 pontos, seguindo a tendência registada nas demais praças do Velho Continente. Lá fora, o STOXX 600 está a cair 0,49% para 472,12 pontos, o alemão DAX recua 0,51% para 15.523,73 pontos, o francês CAC 40 perde 0,5% para 7.032,95 pontos e o espanhol IBEX desce 0,53% para 8.648,40 pontos.

Já na praça lisboeta, destaque para o BCP, cujos títulos recuam 1,71% para 0,1548 euros. Isto no dia em que entra na fase final o julgamento dos recursos das coimas de 225 milhões de euros aplicadas pelo regulador a 12 bancos por troca de informação com impacto no crédito a clientes. De notar também que, recentemente, o Credit Suisse sinalizou ter reservas quanto à evolução das ações do BCP.

No vermelho, estão também as cotadas do setor da energia: as ações da EDP caem 1,04% para 4,4820 euros, as da EDP Renováveis perdem 1,25% para 19,010 euros, as da Greenvolt descem 0,33% para 6,07 euros e as da Galp Energia desvalorizam 0,19% para 9,512 euros, numa sessão em que, em Londres, o Brent avança quase 0,5%.

Destaque ainda para as cotadas do setor do retalho, estando os títulos da Sonae a recuar 0,99% para 1,003 euros e os da Jerónimo Martins a perder 0,57% para 21,05 euros.

Apenas a Novabase está a escapar às perdas, na sessão desta segunda-feira. Os títulos desta cotada somam 4,3% para 5,3400 euros.

(Notícia atualizada às 8h37)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP cai 1,7% e pressiona Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião