Skill’IT quer fazer a ponte entre jovens e competências do futuro

A plataforma tem como missão facilitar o começo do percurso profissional dos jovens, através do desenvolvimento de competências valiosas e exigidas pelo mercado de trabalho atual.

Destinada à promoção do desenvolvimento de competências transversais, a Skill’IT pretende capacitar os jovens portugueses para lidarem com um contexto muito pouco previsível e altamente desafiante. A plataforma quer facilitar-lhes a entrada no mercado de trabalho e fomentar o autoconhecimento, de forma a contrariar os estudos que dizem que é provável que os menos escolarizados fiquem com cicatrizes permanentes da crise sanitária.

“Hoje em dia os jovens enfrentam desafios sem precedentes, a nível social, económico e ambiental, impulsionados pela crescente globalização, avanços tecnológicos e incertezas dos tempos, tornando mais difícil o matching entre as competências exigidas pelo mercado de trabalho e as características dos jovens”, começa por explicar Joana Guimarães, coordenadora de projetos de inovação social na TESE – Associação para o Desenvolvimento, à Pessoas.

Nesse sentido, é essencial aumentar o acesso a oportunidades que permitam aos profissionais de amanhã investirem no desenho dos seus futuros percursos profissionais, defende.

Reunindo informação sobre atividades e experiências que permitem o desenvolvimento de competências transversais, a plataforma digital Skill’IT surgiu precisamente fazer a “ponte digital” entre os jovens e as competências chave para o futuro.

Qualquer jovem, a partir dos 16 anos, pode registar-se na plataforma, de forma totalmente gratuita, e desenhar o seu caminho para a empregabilidade, com base nas competências que tem interesse em desenvolver, e também nas que a própria plataforma sugere.

O tipo de experiência que vão encontrar é variado, incluindo workshops em skills digitais ou soft skills; formações em empreendedorismo ou literacia financeira; sessões de acompanhamento individual sobre objetivos pessoais e profissionais; e oportunidades de voluntariado e intercâmbios.

De forma autónoma, cada pessoa pode desenhar o seu percurso de desenvolvimento de competências complementar à sua formação académica, enriquecendo o seu currículo e o seu perfil, apoiando desse modo a sua entrada no mercado de trabalho.

Joana Guimarães

Coordenadora de projetos de inovação social na TESE

Ao todo, a Skill’IT conta com mais de 50 experiências disponíveis e está focada em quatro áreas chave: soft skills; skills digitais; emprego e empreendedorismo; e outras skills transversais, como literacia financeira, questões legais laborais, por exemplo.

“De forma autónoma, cada pessoa pode desenhar o seu percurso de desenvolvimento de competências complementar à sua formação académica, enriquecendo o seu currículo e o seu perfil, apoiando desse modo a sua entrada no mercado de trabalho”, considera Joana Guimarães.

A plataforma pretende chegar a mais de 300 jovens registados, mas não adianta um horizonte temporal para alcançar esse objetivo.

Esta é uma iniciativa promovida pela TESE, em parceria com os The Inventors e o IEFP-Garantia Jovem, financiada pelo Portugal Inovação Social e cofinanciada pela Fundação Vodafone Portugal, no âmbito das parcerias para o impacto.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Skill’IT quer fazer a ponte entre jovens e competências do futuro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião