Lucro da Nos sobe 57% para 144 milhões. Paga dividendo de 27,8 cêntimos

A Nos registou um lucro de 144 milhões de euros em 2021 e vai distribuir cerca de 143 milhões de euros aos acionistas.

A Nos registou um lucro de 144 milhões de euros em 2021, o que representa uma subida de 57% face ao ano anterior e que permite recuperar os níveis de resultados que tinha antes da pandemia. Vai pagar um dividendo de 27,8 cêntimos por ação, em linha com os últimos anos.

A operadora liderada por Miguel Almeida adianta que as receitas cresceram 4,6% para 1,43 mil milhões de euros, impulsionada sobretudo pela subida das receitas de Telecomunicações, que subiram 4,1% para 1,4 mil milhões de euros, de acordo com o comunicado enviado esta quinta-feira ao mercado.

Já a área de Cinemas e Audiovisuais, “especialmente impactada desde o início da pandemia” (palavras do CEO), registou uma “evolução muito positiva”, com as receitas a subirem de 24,6% para 67 milhões.

O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) atingiu os 618 milhões de euros, subindo 2,5% em comparação com 2020. A Nos destaca o “bom desempenho das telecomunicações” e “a retoma da atividade de exibição cinematográfica” que impulsionaram um crescimento de 6,3% no último trimestre do ano.

A operadora indica ainda que reforçou os investimentos, em particular na área de comunicações. O capex total do grupo, excluindo contrato de leasing, aumentou 49% para 574 milhões de euros.

Já a dívida financeira líquida situou-se nos mil milhões de euros, cerca de duas vezes do EBITDA após leasings, “um rácio conservador face às congéneres do setor”, mas ainda assim “temporariamente mais elevado devido ao pagamento pontual da licença de 5G no quarto trimestre”, assinala a Nos.

143 milhões em dividendos, cerca de 37 para empresas de Isabel dos Santos

A Nos vai pagar um dividendo de 27,8 cêntimos por ação, o equivalente a 143 milhões de euros, a quase totalidade do lucro que obteve no ano passado — sobrará um milhão. O dividendo representa uma yield de 8,1%.

A Zopt detém 52,15% da Nos, sendo que este veículo é detido em partes iguais por Isabel dos Santos — através das sociedades Kento Holding (17,35% da Zopt) e Unitel (32,65%) — e pela Sonae — que detém, ao todo, 33,34%. Esta sociedade vai ficar com 74,7 milhões.

Os dividendos que a Nos distribua junto das empresas de Isabel dos Santos através da Zopt vão ter de ficar guardados na Caixa Geral de Depósitos (CGD), de acordo com o Ministério Público.

(Notícia atualizada às 17h55)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lucro da Nos sobe 57% para 144 milhões. Paga dividendo de 27,8 cêntimos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião