Berkshire Hathaway vai pagar 11,6 mil milhões pela Alleghany

  • ECO Seguros
  • 21 Março 2022

Primeira compra do conglomerado de Warren Buffett nos últimos seis anos, a contrapartida oferecida aos acionistas da visada supõe um prémio de 29% sobre a cotação da Alleghany nos últimos 30 dias.

A Berkshire Hathaway acordou pagar 11,6 mil milhões de dólares (cerca de 10,54 mil milhões de euros ao câmbio do dia), em dinheiro, pelo grupo segurador Alleghany.

O valor acordado para a transação (848,02 dólares/ação) corresponde a um múltiplo de mercado 1,26x o book value (rácio entre valor bolsista e ativo líquido de balanço) da visada no final de dezembro de 2021, enquanto a contrapartida financeira proposta aos acionistas da Alleghany supõe prémio de 16% sobre a cotação média do alvo nos últimos 12 meses e de 29% sobre o preço médio das ações nos últimos 30 dias. A compra já foi anunciada por Warren Buffett, presidente da Berkshire Hathaway, também cognominado “oráculo de Omaha” (cidade onde reside e leva vida frugal) reconhecido pela experiência enquanto investidor financeiro e sabedoria que mostra (na tradicional carta anual dirigida aos acionistas da Berkshire Hathaway), conhecido ainda como personalidade (e filantropo) incontornável nos rankings das maiores fortunas do mundo.

Depois da aquisição, em 2016, da Precision Castparts, por cerca de 37 mil milhões de dólares, esta é a primeira grande aquisição do grupo presidido por Buffett. A agora maior transação do ano na indústria seguradora global, o desembolso previsto representará menos de 10% das disponibilidades imediatas da oferente.

A Berkshire será a residência permanente no futuro Alleghany, empresa que acompanhado de perto há 60 anos. Ao longo de 85 anos a família Kirby criou uma empresa que tem muitas semelhanças com a Berkshire Hathaway. Estou particularmente satisfeito por voltar a trabalhar em conjunto com o meu amigo de longa data, Joe Brandon,afirmou Warren E. Buffett, chair e presidente executivo da Berkshire Hathaway, conglomerado que, entre mais de 60 subsidiárias, consolida seguros e resseguros (Geico, General Re e outras companhias), serviços básicos, energia, transporte ferroviário e aéreo, manufaturas (mobiliário, indústria alimentar), retalho, comunicações e serviços.

Fundado em 1929 e com semelhanças de perfil empresarial relativamente à Berkshire Hathaway, pela ligação histórica ao setor do transporte ferroviário nos EUA. O grupo Alleghany consolida empresas no setor industrial (equipamento ferroviário, indústria metalúrgica, transportes e serviços financeiros), mas também subsidiárias de (re)seguros, como a Trans Re, RSUI e a CapSpecialty, esta última a operar em linhas de seguro comercial, danos e caução. No relatório com indicadores financeiros de 2021, o grupo indica 7,1 mil milhões de dólares em volume líquido de prémios no último ano, mais 12,7% em resseguro e a crescer 17,5% no negócio segurador. Pela primeira vez na história da companhia, em 2021, a Alleghany Corporation ultrapassou 1 000 milhões de dólares em lucros líquidos.

Comentando o acordo com a Berkshire Hathaway, Jefferson Kirby, presidente do conselho de administração da Alleghany, recordou: “Eu e a minha família somos acionistas qualificados da Alleghany há mais de 85 anos e estamos orgulhosos com esta transação (…)”. Kirby controla 2,5% do capital da visada e vai votar a favor da venda: “este negócio não só proporciona um valor substancial e certo aos acionistas, como também abre uma oportunidade rara de unir forças com um investidor e líder de negócios com o mesmo espírito e altamente respeitado,” complementou. Por seu lado, Joseph Brandon, CEO da Alleghany, antigo líder da General Re (resseguradora da Berkshire) reforçou: “Esta é uma transação fantástica para os acionistas, empresas, clientes e empregados da Alleghany”.

Prevendo-se que a transação seja encerrada no quarto trimestre de 2022, dependendo da aprovação pelos acionistas da Alleghany e necessárias autorizações dos reguladores, a Alleghany continuará, após concretização da venda, a operar como uma subsidiária independente da Berkshire Hathaway, mas passa a beneficiar também da robustez financeira providenciada pela nova casa-mãe, lê-se no comunicado que anuncia o negócio.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Berkshire Hathaway vai pagar 11,6 mil milhões pela Alleghany

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião