Sonae colabora com polícia para “identificar e punir” hackers do Continente

Enquanto os sistemas informáticos do Continente são “progressivamente repostos”, a empresa trabalha com o Centro de Cibersegurança para “retomar, com a máxima brevidade, a normalidade" nas lojas.

A MC, empresa da Sonae para o retalho alimentar, adianta que “está a trabalhar com as autoridades nacionais e internacionais para se identificar e punir os responsáveis [pelo] ato criminoso” que deixou inacessíveis os serviços online da marca Continente, assim como a app do cartão Continente.

Em comunicado enviado às redações, a retalhista informa que “os sistemas informáticos do Continente estão a ser progressivamente repostos após o ataque informático detetado” na madrugada de 30 de março, mantendo a “operacionalidade” das lojas físicas.

“Lamentamos os constrangimentos causados. As nossas equipas estão a trabalhar 24 sobre 24 horas, em estreita articulação com o Centro Nacional de Cibersegurança, para retomar, com a máxima brevidade, a normalidade da atividade das lojas”, frisa a MC.

Em comunicado, a dona do Continente agradece ainda a todos os colaboradores, clientes, parceiros e concorrentes que se solidarizaram com a empresa perante este ataque. Foi o caso do Minipreço, que utilizou as redes sociais para assinalar que “quando um de nós é o alvo, somos todos”.

Há precisamente duas semanas, durante a conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2021, questionado pelo ECO sobre o tema da cibersegurança, o administrador João Günther Amaral respondeu que o grupo “faz tudo e mais alguma coisa para [se] proteger”, ressalvando, porém, que “ninguém pode afirmar que está protegido contra todos os ataques”.

“Todas as empresas com algum destaque são atacadas diariamente e estão diariamente a defender-se. É o nosso caso. E, até à data, temos feito isso tudo com sucesso”, acrescentou, numa referência aos informáticos que já este ano atingiram outros grandes grupos, como a Impresa ou a Vodafone Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sonae colabora com polícia para “identificar e punir” hackers do Continente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião